Hoje é noite de Golden Globes

Alguns palpites de quem “deve” vencer o Golden Globes 2021, embora não sejam os palpites de merecimento.

Melhor Filme Drama – Nomadland. Um dos últimos filmes a chegar pelo cinema antes do lockdown, trata de temas atuais e duros e com mais uma grande atuação de Frances McDormand. Mank é outro que tem cara de Golden Globe porque é ligado ao Melhor Filme de todos os tempos, Cidadão Kane e trata dos bastidores de Hollywood, algo que gostam em LA. A Prominsing Young Woman é o pequeno indie favorito do ano, a opção “surpresa”. No entanto, ainda aposto em Nomadland. Críticos americanos sugerem que O 7 de Chicago, inspirado em fatos reais, pode ser o vencedor. É um bom filme, mas não teve tanto prestígio quanto – mais uma vez – Nomadland.

Na corrida entre Melhor Ator Drama, há pouca dúvida da póstuma vitória de Chadwick Boseman por Ma Rainey’s Black Bottom. Ele já estava doente, conseguiu completar as gravações e é um papel tocante. Não se pode perder a oportunidade de homenageá-lo.

Já no campo feminino, o Golden Globes adora sair na frente com atrizes jovens, portanto as “tradicionais” Frances McDormand e Viola Davis devem ver Carey Mulligan aceitar o prêmio por Promising Young Woman. O filme está em alta nos Estados Unidos e Carey é uma grande atriz. Há quem considere que Vanessa Kirby merecesse e tenha ainda chance por Pieces of a Woman, mas eu concordo que parece ser a noite de Carey Mulligan.

Na categoria comédia, as apostas são de uma vitória de filme e ator para Sasha Baron Cohen e seu lendário Borat. Maria Bakalova deve levar no campo das mulheres, concordo com os críticos americanos, mesmo que Anya Taylor-Joy como Emma pudesse ser a favorita em dias “normais”. Não descartaria considerar Rosamund Pike por Eu Me Importo, mas a repercussão foi menor e o filme lançado na Netflix depois dos votos serem contados.

Os coadjuvantes terão um campo mais complicado esse ano. Há excelentes atuações. No campo de filmes Drama, os americanos sugerem a vitória de Jared Leto por The Little Things, especialmente pelo empenho do ator de agradar à crítica estrangeira. Eu ainda aposto em Daniel Kaluuya como o vencedor por Judas and The Black Messiah. Leslie Odom, Jr., que estrelou o popular Hamilton e é a alma de One Night in Miami não deve ser descartado. Eu fecharia entre ele e Daniel…

Entre as mulheres os críticos apostam na “correção” da esnobada de alguns anos atrás em relação à Glenn Close assim como o equilíbrio entre ter uma jovem (Carey) como principal e uma mulher madura na segunda categoria. Não vou nessa não. Se Amanda Seyfried ganhar por Mank terá sido justo e seria a maior chance do filme em termos de atuação. E a alemã Helena Zengel está espetacular em News of the World.

Na direção a unanimidade das apostas é de que Chloe Zaho leve o prêmio em 2021 por Nomadland. Regina King tem prestígio por One Night in Miami, mas a única que pode surpreender é Emmerald Fennell por Promising Young Woman. Os homens – eu acho – têm poucas chances em tempos atuais. O que pode ser compensado na categoria de Melhor Roteiro Original para Os 7 de Chicago, de Aaron Sorkin. É o que os americanos apostam. Se Emmerald não levar de atriz, pode fechar aqui como dela. E há Mank, claro.

The Crown será a grande vencedora no campo de “TV”: Melhor Série Drama, Melhor Ator (Josh O’Connor) e Melhor Atriz (Emma Corrin). E mais ainda, Gillian Anderson vai ser premiada por sua Margaret Thatcher, mesmo com muitos reclamando de sua atuação. Os críticos americanos, por sua vez, apostam em uma solene vitória de Ozark no campo de ator (Jason Bateman) e torcem por Laura Linney também. Será?

Tem mais.

Na categoria de comédia, a aposta não é de repetir a lavada dos Emmys para Schitt’s Creek, mas premiar Jason Sudeikis por Ted Lasso. Já as atrizes tem sempre a questionável indicação de qualquer coisa de Emily In Paris, o Sex and the City teen e parisiense com Lilly Collins. Os críticos apostam em Kaley Cuoco por The Flight Attendant ou Catherine O’Hara por Schitt’s Creek. Eu acho que o Globes será Globes e vai destacar Lilly. A ver…

Melhor ator em TV Series Drama estão apostando em Hugh Grant pelo papel nada simpático de The Undoing, embora Ethan Hawke esteja forte em The Good Lord Bird. Não vou discordar. E atriz dificilmente será outra senão Anya Taylor-Joy pelo fenômeno The Queen’s Gambit. John Boyega deve vencer por Small Axe como coadjuvante (merecido)

Quer lembrar do Red Carpet de 2020? Tem looks incríveis. Clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s