A imagem de março de 2020 revista um ano depois

Esta foi a imagem de 5 de março de 2020.

Depois de cinco meses afastados e no Canadá, o Duque e a Duquesa de Sussex estavam de volta à Londres para seus últimos compromissos oficiais para a Família Real. Era noite, começou uma forte chuva e o carro que trazia o casal parou para a cerimônia de premiação da Endeavour Fund. A tensão estava no ar porque a imagem dos dois era a que o mundo queria ver, mas certamente com a chuva eles passariam rapidamente e no mínimo o guarda-chuva iria atrapalhar. Se não fosse a experiência e talento do fotógrafo Samir Hussein, o registro da felicidade de Meghan Markle e príncipe Harry juntos teria passado desapercebida. Em vez disso, surgiu provavelmente a melhor foto cândida dos dois.

Hussein fotografa a Família Real britânica há anos. Ele percebeu e usou a seu favor os flashes dos outros fotógrafos que criaram um efeito mágico na chuva. Foram dois cliques e apenas um captou o momento.

A felicidade e cumplicidade dos dois foi um contraste para o que estavam vivendo naquela noite, naqueles meses antecedendo a viagem e certamente um ano depois. Naquele 5 de março de 2020 os dois ainda estavam propondo alcançar uma independência financeira que muitos duvidavam (em menos de um ano estão milionários) e ainda não tinham levado um gelo de William e Kate (quatro dias depois).

Em 5 de março de 2021, Harry e Meghan estão estabelecidos em Los Angeles, felizes, trabalhando e aguardando o nascimento do segundo filho. E brigando com a Família Real. Nem a distância ou o tempo amenizou o conflito. A entrevista com Oprah Winfrey, no dia 7 de março, está gerando novo drama com as mesmas acusações dos dois lados. Uma matéria do Times diz que o Palácio de Buckingham vai investigar acusações de assédio por parte de Meghan contra os funcionários. Harry aparece falando que eles viveram a mesma pressão que sua mãe, Princesa Diana. Meghan tem a melhor fala. Perguntada se não receava retaliação da Família, ela quase dá de ombros. “Já perdemos muitas coisas ao longo do caminho”, respondeu. Se a Firma ainda não entendeu depois de três anos de convívio e embate, Meghan não vai se calar e não vai obedecer. Chega.

A ansiedade ao redor do que possa ser perguntado ou surgir na entrevista tem gerado matérias e tensão entre fãs e haters. Oprah conversou com o casal antes que fosse confirmado que não vão mais retornar às suas antigas funções, que tivessem que abrir mão de instituições que ajudavam e menos ainda, que as acusações de assédio voltassem a circular. Mesmo assim, a versão de Meghan para o que viveu não será positivo para o povo britânico, a imprensa ou mesmo a Família. Ela tem todo direito – e agora autonomia – de dar a versão dela e se defender. É de fato muito estranho que esperassem seu silêncio eterno.

Meghan e Harry têm muitas mágoas e aparentemente as alimentam constantemente. Eles estão empenhados em divulgar boas notícias e mensagens positivas e inspiradoras, mas para isso terão que ignorar calúnias e agressões. Mais fácil falar do que fazer, claro. Porém eles já são vitoriosos e parecem que não sabem disso. Qualquer discussão mesquinha os prende em um lugar de fofocas e mesquinharia. É hora de seguir em frente e fazer da imagem feliz de 5 de março a verdadeira narrativa que querem ter. Seria bom avançar no tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s