Os 40 anos de um álbum histórico

Em tempos pré-digitais, ser um fenômeno mundial era um desafio muito maior do que hoje em dia, onde a globalização derrubou barreiras e aproximou pessoas dos quatro pontos do planeta. Portanto, quando falamos do efeito cultural de nomes como The Beatles, Rolling Stones, Madonna, Bob Dylan ou Elvis Presley, para citar apenas alguns, recomenda-se pensar em 5 a 6 vezes a mais do que qualquer grande artista de hoje. E dentre esses, Michael Jackson reinava com a maior força de todos. Afinal, seu sexto álbum, Thriller, é até hoje o álbum mais vendido de todos os tempos, com mais de 70 milhões de cópias vendidas no mundo.

Lançado há 40 anos, em 30 de novembro de 1982, Thriller foi um divisor de águas e vale ser lembrado, à parte da pessoa complicada que era o artista, falecido em 2009, aos 50 anos. Produzido por Quincy Jones, a partir da visão detalhada de Michael, o álbum bateu todos os recordes imagináveis e, com o surgimento contemporâneo da MTV e o avanço dos vídeos musicais, redefiniu o que se chamava de “febre”.

Quincy e Michael já tinham criado alguns anos antes o elogiado Off The Wall, que marcou a transição da carreira musical de Michael Jackson de um cantor mirim para artista adulto. Porém era calcado no ritmo disco, e, em 1979, já estava desgastado e lidando com o surgimento do rock punk. Michael decidiu então se jogar no rock e no pop, gêneros ainda não muito explorados por artistas negros.

Fã de cinema e do gênero de terror, o cantor explorou temas pessoais e como críticos ressaltam, passou a incluir alguns temas como paranoia e medo. As gravações começaram em abril de 1982, contando com a participação de Paul McCartney em uma das faixas. Das nove faixas de Thriller, sete delas chegaram ao topo das paradas mundiais, sendo que o álbum foi o mais vendido – inabalável – entre Fevereiro de 1983 até abril de 1984, ou seja, em 1º lugar por mais de um ano.

Alguns dos maiores clássicos de Michael estão em Thriller: Beat It (com a guitarra de Eddie Van Halen), Billie Jean, The Girl Is Mine (parceria com McCartney), Wanna Be Startin’ Somethin’, Human Nature e Thriller, claro.

Exímio dançarino e extremamente criativo, Michael foi o artista mais tocado na MTV em 1982, com seu vídeo de Billie Jean. No mesmo ano, em uma apresentação ao vivo, fez um dos seus passos mais famosos, o moonwalk, copiado e adorado até hoje. Thriller foi praticamente um curta-metragem, dirigido por John Landis e com efeitos especiais de cinema. A cada lançamento, Michael, literalmente, parava o mundo. É creditado à ele ter transformado os vídeos musicais em obras de arte. Os seus era sempre inovadores. Sempre.

Além da assustadora vendagem, Thriller ganhou 8 Grammy Awards, incluindo o Álbum do Ano, sendo considerado uma das obras culturais mais importantes do século 20.

O sucesso do álbum era um sonho antigo de Michael como artista solo, algo que esperava já ter conseguido com Off The Wall, mas vendeu “apenas”, 10 milhões de cópias. Por conta do racismo, mesmo sendo uma estrela internacional desde os 5 anos de idade, ele não ganhava capas de revistas ou era requisitado para entrevistas, algo que certamente mudou com Thriller. O príncipio que usou foi de ter cada faixa como um hit, não aceitar nada que servisse como “lado B” de um single.

O primeiro single, The Girl Is Mine, não foi bem recebido pela crítica, mas quando lançou Billie Jean, uma reflexão de Michael sobre a obsessão de seus fãs por sua vida pessoal, tudo mudou. O álbum levou meros dois meses para chegar ao 1º lugar, vendendo uma média de um milhão de cópias por semana. Aos 25 anos, Michael Jackson virou o Rei do Pop, o artista mais adorado do planeta. Ele já tinha uma carreira de sucesso de 20 anos quando isso aconteceu, mas pelos números impressionantes, passou para outro estágio no estrelato.

Independentemente da complicada personalidade de Michael a partir do fenômeno, os 40 anos de Thriller são muito relevantes de serem lembrados. São o resultado de uma visão e dedicação artística incrível, que impactou a vida de milhões de pessoas e que ainda se mantém comercialmente relevante.

Veja Billie Jean

E Thriller

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s