Rebel Wilson volta 20 anos para mostrar que pouco mudou

Parte do humor de Rebel Wilson está em expor os clichês e a hipocrisia que alimenta os riscos à saúde mental de gerações atrás de gerações. Ela fez isso com Megarromântico (Isn’t it Romantic), em 2019 e agora, em 2022, são os filmes de high school que marcam a narrativa com De Volta ao Baile (Senior Year).

Em mais um “como poderia ter sido”, uma jovem de 17 anos entra em coma na véspera de sua festa de formatura e acorda 20 anos depois. Com o corpo de uma mulher 37, mas sonhos de adolescente, ela insiste em voltar à escola para – literalmente – viver o que perdeu.

Rebel tem carisma, dessa vez faz uma homenagem (longa) à Britney Spears, conta com uma participação da rainha dos filmes de adolescente, Alicia Silverstone, mas, assim como Megarromântico, a história se arrasta. É fofa, é leve e se mantém na fórmula. Com quase 40 anos, a atriz poderia se despedir da zona de conforto e se aventurar em algo maior, afinal duas vezes apostar em “comas” para contar uma história é sonolento. Mesmo que distraia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s