Targaryens redefinem o que é uma família disfuncional (trailer breakdown)

Em Game of Thrones, a relação tóxica dos Lannisters estabeleceu – de longe – o padrão de uma família disfuncional em Westeros. Manipulações, incesto, crimes, ódio, traição e vingança eram sentimentos e situações usuais para eles. E Cersei (Lena Headey) constumava se insentar de críticas sempre lembrando dos Targaryens. Para nós, eles estavam praticamente extintos, com apenas Daenerys (Emilia Clarke) e Viserys II (Harry Loyd) tentando sobreviver em outro continente.

De fato, quando conhecemos os irmãos há algo estranho, com a intimidade incômoda onde irmãos admiram o outro nus, mas em prática nada ainda tinha acontecido pois Viserys prefere vender a irmã em troca de um exército. Bacana, não? Antes do fim da temporada, Viserys é morto na frente (quase a comando) de Daenerys e ela passa a buscar a vingança de sua família sozinha. Avançando muito, quando ela se apaixona por Jon Snow (Kit Harrignton) e descobre que ele é seu sobrinho, a única coisa que a incomodou foi a preferência que ele tinha sobre o Iron Throne. O sexo entre eles era ok.

Essa perspectiva vai ganhar um maior fôlego e explicação com House of the Dragon. Mais de um século antes de Game Of Thrones, o poder dos Targaryens estava inabalável, mas ainda assim havia sempre uma disputa pelo trono. O drama familiar vai ter muito sangue e fogo, com 17 dragões, muito ressentimento e ambição. Tudo que podemos confirmar no trailer final da 1ª temporada, que está dominando a Internet no dia 20 de julho, 29 dias antes da estreia.

“Não serei obrigado a escolher entre meu irmão e minha filha”, diz o patriarca Viserys I (Paddy Considine). Não apenas é, como sua decisão solidifica a guerra civil, cuja semente já é sua própria Coroa, tirada de uma mulher, Rhaenys (Eve Best).

Nos posts que já fiz das personagens (Alicent Hightower, Rhaenerys Targaryen e Aegon Targaryen II), compartilhei muitos dos dramas que estarão na série. São homens contra homens, mulheres contra mulheres, família contra família. Sangrento e violento.

Vamos ao trailer breakdown.

A primeira imagem que temos é Rhaenyra entrando na sala do trono e vendo seu tio, Daemon, sentado no Iron Throne.

Então ouvimos Viserys recontando um sonho, ansioso. “O sonho era mais claro do que uma lembrança”, ele diz. “Ouvi o som de cascalhos estrondosos, escudos partindo e espadas se chocando”, ele segue em cima de uma imagem de Rhaenerys correndo em um cavalo e um combate em um duelo claramente com Daemon.

Em seguida vemos alguém tirar uma espada em frente a Rhaenyra sentada no trono, podendo ser o próprio Viserys I com a espada Dark Sister, com o rei dizendo “E eu coloquei meu herdeiro no Iron Throne. Todos os dragões rugiram como um só”, ele completa em cima de uma imagem de um dragão sobrevoando King’s Landing.

Passamos para o conselho do Rei, onde Otto Highttower (Rhys Iphans) pressionando o monarca com o alerta “Considero o assunto urgente, o tema de sua sucessão”, diz. No conselho vemos que Rhaenyra está perto do pai, servindo seu vinho e participando dos assuntos.

“Quem mais teria direito?”, ouvimos a pergunta em cima das imagens da festa e do duelo, com Daemon chegando confiante. “A criança primogênita, Rhaenyra”, é a resposta mostrando a princesa ainda jovem, na festa e depois caminhando em uma praia deserta com seu 1º marido, Baelor Velaryon.

“Nenhuma rainha jamais sentou no Iron Throne”, segue a resposta. Corlys Velarion (Steve Touissant) interrompe dizendo “O Rei tem um herdeiro, Daemon Targaryen”. “Eu não serei forçado a escolher entre meu irmão e minha filha”, diz Viserys com uma pausa na música, com os soldados comandados por Daemon batendo no peito em fidelidade.

Um parênteses aqui. Ter Corlys defendendo Daemon faz sentido. Além de cunhado, a esposa de Corlys teria sido a rainha, mas, porque é mulher, foi trocada por seu primo, Viserys. Portanto para Corlys, se Rhaenys não foi rainha, não há como considerar Rhaenyra. Certo?

Não. Como sabemos, Viserys escolhe sua filha. E aí começa o jogo pelo trono.

Vemos Rhaenyra em King’s Landing, olhando para um jovem Ser Criston Cole (Fabien Frankel). Caraxes e Meleys em Dragonstone, voando.

Rhaenys alerta a Corlys, “A sucessão de Rhaenerys será contestada, facas surgirão” com a imagem de Daemon entrando desafiador na sala do trono.

Em seguida, Alicent Highttower entra na artimanha falando com Viserys, “Você é o Rei, seu dever é tomar uma nova esposa”. Mas voltamos para o Rei comunicando que “decidi nomear um herdeiro”, ao que Daemon responde indignado, “eu sou seu herdeiro”.

Então, a imagem que já tínhamos visto no teaser, de Daemon com um ovo de dragão enfrentando Otto, em Dragonstone. “A guerra está em curso”, diz a voz.

Espelhando as dúvidas de Daenerys, vemos Rhaenerys conversando com Ser Criston e perguntando “você acha que o reino jamais me aceitará como sua rainha?”, ao que Rhaenys lembra à prima, “Uma mulher não pode herdar o Iron Throne porque essa é a ordem das coisas”


Passamos os 10 anos e vemos Rhaenrya adulta com a frase “Quando eu for Rainha vou criar uma nova ordem” e Syrax aparece voando.

Em um campo de batalha com Daemon sujo, mas vitorioso ouvimos, “sua família tem dragões, eles são um poder com o qual os homens jamais deveriam ter brincado”, com as imagens de Caraxes sendo segurado por Daemon.

Alicent então diz, “Se Rhaenyra chegar ao poder ela poderá eliminar qualquer desafio à sua sucessão”, aparentemente para Aegon II.

“Herdarei o Iron Throne”, a princesa afirma, “ela vai bloquear o meu caminho”, comenta sobre a madrasta, e vemos a briga entre sobrinhos e tios, que vai solidificar a posição opostas dessas mulheres.

“Nossos corações continuam unidos”, sugere Viserys, mas vemos que Rhaenyra e Alicent só mantém as aparrências. “Nossos corações jamais nunca foram unidos”, responde Alicent.

Rhaenys provoca também: “você nunca se imaginou no Iron Throne?”, pergunta à Alicent.

Imagens de batalhas, Alicent com o punhal (mais tarde de Arya) e Aemond olhando misterioso. “Onde está o dever? Onde está o sacrifício”, pergunta Alicent ameaçando Rhaenerys com a adaga. “Agora eles a vêem como você é”, diz Rhaenerys. Encerrando com Syrax, olhando ameaçadora. (Posso estar errada porque alguns identificaram como Vaghar).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s