Wandinha repete o uso grande sucesso dos Rolling Stones

Nada mais coerente com o espírito de Wandinha Addams do que uma canção sobre morte e tristeza. A cena da série de Tim Burton para Netflix, Wandinha (Wednesday) no qual a mórbida heroína toca Paint in Black no cello é um dos destaques da temporada.

Escrita em 1966, Paint in Black é meio uma favorita. Algumas da melhores sequências de Westworld também incluíram covers da canção que surgiu de improviso. Reza. alenda que Bill Wyman começou a brincar no órgão durante o ensaio, tentando uma paródia da música tocada em casamentos judaicos e acabou criando algo original. Era para ser lenta, mas quando Eric Easton e Charlie Watts se juntaram ao jam, brincaram com um padrão de bateria em tempo duplo, ecoando o ritmo ouvido em algumas danças do Oriente Médio. Dessa forma, para balancear a letra mórbida o ritmo “animado” prevaleceu. Foi rapidamente um dos maiores sucessos da banda.

Fãs da banda gostam de lembrar que a canção faz parte de um período crucial dos Rolling Stones. Como Mick Jagger e Keith Richards escreviam o material da banda e Brian Jones queria recuperar destaque e trazer mais textura musical incluindo instrumentos orientais, especificamente a cítara indiana. Escrita como uma pessoa depressiva reagindo à felicidade tóxica, no qual prefere que o exterior combine mais com a escuridão de seus sentimentos, Paint it Black é sobre morte e suicídio. Vamos combinar, perfeita para alguém da Família Addams.

Só por curiosidade, Paint it Black consta das trilhas sonoras de O Advogado do Diabo, Nascido para Matar ( Full Metal Jacket), Ecos do Além e O Último Caçador de Bruxas, entre outros.

Muitos lembram da contribuição de Brian Jones no arranjo da canção, antes de morrer, menos de dois anos depois. Seu consumo de drogas tornou incontrolável nos anos seguintes e perdeu a namorada, Anita Pallenberg, que o trocou justamente por Keith Richards. Em junho de 1969, foi demitido e menos de um mês depois, ele se afogou em sua piscina, aos 27 anos. A cítara que tocou em Paint in Black – para muitos – é o que torna a canção atemporal. Seja como for, ela é uma das favoritas de filmes e séries. E poucos a entendem tão bem, como Wandinha Addams.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s