Entenda o caso contra a NXIVM

As iniciais, em português são quase igualmente difíceis de entender como em inglês: NXIVM. A pronúncia original faz o som de “nêk-siem“, para citar as siglas juntas. NXIVM é um programa que nasceu de uma empresa de marketing de Albany, Nova York, que o desenvolveu para ajudar executivos a vencer suas limitações. Ou assim dizia. Usando conceitos de neurolinguística, o programa demandava a participação em vários seminários, seguindo um intricado organograma e conceitos existenciais, usados quebrar paradigmas. Os participantes venciam medos e se preparavam para ajudar a construir um mundo melhor. Não foi à toa que atraiu desde milionários a artistas que, como uma pirâmide, iam trazendo mais seguidores. Mas, um artigo do The New York Times, em 2017, revelou que havia muito mais por trás da fachada de autoajuda. Aliás, a revista Forbes já tinha feito a insinuação da verdade em 2003, mas sem testemunhas para bancar a acusação. Na verdade, a organização era uma seita que afastava os membros do convívio de parentes, e também era um culto sexual com mulheres escravizadas e marcadas à ferro com as iniciais do líder do NXIVM, Keith Raniere.

Keith surgiu nos anos 1980s, como um tipo de empreendedor. Em algum momento no final dos anos 1990s, ele se associou a Nancy Salzman, uma respeitada coach de neurolinguística e juntos criaram o NXIVM. Por ser “inovador” em sua proposta, Keith se auto-entitulou como “Vanguarda”.
Aos poucos, alguns membros da organização foram se afastando. Para os que estavam dentro, eram pessoas que estavam presas à hábitos que não conseguiam mudar ou eram pessoas que tentaram tirar vantagem de Keith e do NXIVM.

Dentro da organização, em um esquema de fraude piramidal, era exigido que os alunos trabalhassem ativamente para os líderes, caso quisessem melhorar sua posição no organograma. Claro que muitos aceitavam e deixaram carreiras de sucesso para trás para se dedicar aos ensinamentos. Famosos e executivos milionários eram o alvo preferido da seita. Kristen Kreuk e Grace Park, Ana Cristina Fox e Emilio Salinas (filhos dos ex-presidentes mexicanos Vicente Fox e Carlos Salinas, respectivamente), as herdeiras da gigante de bebidas Seagram (e grande financiadora do grupo), Sarah e Clare Bronfman, atrizes como Nicki Clyne (Battlestar Gallactica) e Allison Mack, (Smallvile), são algumas das pessoas envolvidas. Allison é uma das principais acusadas e aguarda julgamento. Clare foi condenada à quase oito anos de prisão.

Clare Bronfman

Antes do artigo do NYT ser publicado, o documentário The Vow, da HBO, já estava em andamento. A diretora, Jehane Noujaim fez parte do grupo, mas ao tentar retomar o estudo, descobriu que as pessoas que a apresentaram ao NXIVM estavam tentando escapar. Entre elas estava o diretor Mark Vicente, que, por 12 anos, registrou conversas e gravações que achava que usaria em um documentário sobre Keith. Não necessariamente para destruí-lo.

A luta ganhou fôlego com a participação da atriz Catherine Oxenberg, que saiu da seita em 2011, mas não conseguiu salvar sua filha, India. A determinação de Catherine foi essencial para a derrocada do culto.

Catherine e India Oxenberg

Os ex-membros da seita se uniram em uma luta que a princípio parecia inglória, Clare Bronfman usava sua fortuna para massacrava detratores com processos que os levavam à falência. A comprovação de motivos suspeitos da parte de Keith veio à tona com uma micro e secreta sociedade de mulheres dentro da NXIVM. O programa, chamado de DOS, acrônimo do latim que significa algo como “Mestre da companhia feminina obediente” e estabelecia a escravidão das participantes, que tinham ou eram forçadas a ter relações sexuais com ele. Allison Mack era sua principal recrutadora e chegou a abordar publicamente a atriz Emma Watson e a cantora Kelly Clarkson.

Para entrar para o DOS, as mulheres eram obrigadas a cederem provas comprometedoras contra elas como garantia, eram marcadas como gado, eram obrigadas a seguir dietas estritas e usarem correntes de submissão. The Vow é o juramento que elas faziam para servir ao Guru.

Allison Mack

Keith foi preso no México, junto com Allison, em 2019. Foi condenado por tráfico sexual de menores, conspiração e conspiração para trabalho forçado. Sua sentença está prevista para ser dada no dia 27 de outubro.

Apesar das acusações e condenação, Clare Bronfman continua apoiando seu guru e pediu clemência para ele, alegando que “o NXIVM e Keith haviam mudado” sua vida “para melhor”.

Em outubro de 2020, cinco participantes em liberdade entraram com uma petição inocentando Keith Raniere. A atriz Nicki Clyne, disse em entrevista que “não negamos que algumas coisas aconteceram, mas como aconteceram, porque aconteceram e por que algumas pessoas escolheram participar é uma outra conversa inteiramente”, ela defendeu.

Clyne se casou com Allison Mack, em 2018, em uma cerimônia presidida por Keith Raniere, mas as suas estão afastadas porque Allison aguarda sua sentença em liberdade e não pode ter contato com outros membros da seita. “Tem sido muito difícil”, admite a atriz.

A luta de Catherine Oxenberg contra a seita rendeu best seller, Captive: A Mother’s Crusade to Save Her Daughter from a Terrifying Cult, e um filme para TV. Andrea Roth vai interpretar Catherine, Jasper Polish será India, Peter Facinelli será Keith Raniere e Sara Fletcher será Allison Mack.

Além de Keith, Nancy Salzman também está presa. Depois da dura sentença para Clare Bronfman, espera-se uma punição severa para o guru e outras acusadas.

India Oxemberg conseguiu deixar a seita ainda durante as gravações de The Vow, porém não aparece no documentário. Sua história será contada em quatro episódios na série documental Seduced: Inside the NXIVM Cult, disponível no dia 15 de novembro no Brasil, no Starzplay.

3 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s