A vida de Ghislaine Maxwell atrás das grades

Ghislaine Maxwell insiste na sua total e absoluta inocência em relação aos crimes de Jeffrey Epstein, mesmo com múltiplas testemunhas a colocando diretamente na cena onde os crimes ocorreram. Mais do que isso, as sobreviventes a citam como participante direta dos abusos sexuais. Ghislaine conseguiu se desvencilhar quando Jeffrey estava vivo. Depois de sua morte, em 2019, chegou a sua vez de responder por crimes de mais de 20 anos de exploração e abuso de menores.

A empresária ficou desaparecida por mais de um ano, mas há quatro meses foi presa e aguarda julgamento, que ocorrerá em julho de 2021. Por ter nacionalidade francesa e meios financeiros para deixar os Estados Unidos, a Justiça americana determinou que Ghislaine não tivesse o direito de aguardar seu julgamento em liberdade. Pesa também o fato de a França não tem acordo de extradição e no caso de uma fuga, Ghislaine escaparia de punição.

A família Maxwell acredita em sua inocência e segue nas tentativas de apelo. Uma delas será feita novamente em breve alegando que há violação dos direitos humanos. As irmãs de Ghislaine, Isabel e Christine, estão ajudando aos advogados para recolher argumentos para defesa dela.

(Ken Lennox/Mirrorpix/Getty Images)

A equipe de defesa de Ghislaine Maxwell se queixa das condições as quais ela está submetida, consideradas, segundo eles, “bizarras”. Entre as principais reclamações estão as regras do suicide watch, que restringem a Ghislaine não ter roupas de tecido, ter câmeras monitorando sua movimentação por 24h, dentro e fora da cela e ser acordada a cada três horas.Tudo para evitar que ela tenha o mesmo destino do ex-namorado, que foi encontrado morto por – oficialmente – suicídio. Além disso, o som dos guardas rindo e conversando impedem que Ghislaine consiga dormir. Para piorar, as cartas de sua família não estariam sendo entregues e os guardas se recusam a conversar com ela.

“A boa notícia é agora foi permitido o uso de sutiã, que é muito importante porque ela é uma pessoa que se mantém em forma e não conseguia fazer nenhum exercício aeróbico”, comentou Brian Basham, assessor de imprensa contratado pela família para cuidar da imagem de Ghislaine. “Ela está isolada em um andar e em uma cela bem pequena, que não cabe nem uma mesa para seu computador”, ele comenta. Segundo o assessor, Ghislaine teria perdido até 11 kilos na prisão porque foi forçada a abandonar sua dieta vegana. Ela também se queixou de não poder ter mantido com ela uma balança para poder se pesar.

Insistindo na sua inocência, a equipe de defesa também sustenta que Ghislaine deveria aguardar o julgamento em liberdade. “Se comparar a Bill Cosby e Harvey Weinstein, pode-se dizer que eles eram ameaça para as mulheres, mas ninguém pode dizer o mesmo de Ghislaine”, defende Basham. “É um mistério que a persigam assim, é errado”, diz.

As provas testemunhais contra Ghislaine são muito fortes por conta da proximidade dela com Epstein. Segundo as sobreviventes, era Ghislaine que selecionava e aliava as meninas para o esquema de exploração sexual.

Documentos de outro processo, que estavam em segredo de justiça, revelam a arrogância da empresária, durante o interrogatório. “Antes de mais nada, por favor esclareça a pergunta, não entendo o que você quer dizer por “mulher”. Não sei o que você quer dizer com “recrutar””, ela responde. “O que você quer dizer com “romântico”? “O que você quer dizer por “saber”? O que você quer dizer com “prostituição”? “O que você quer dizer com “brinquedo sexual”?”, ela seguiu para cada arguição. Inclusive questionou o que seria a definição de “criança” e até “escola”. “Vamos definir o que quer dizer “escola””, ela diz nas gravações antes de perder a paciência e bater na mesa.

A falta de cooperação é perceptível. Quando a promotoria a questiona sobre a proposta de Epstein para Virginia Giuffre de engravidar e dar a criança para ele e Ghislaine, ela rebate com “Você precisa ser mais específico”, como resposta.

Nos autos, Ghislaine além de se recusar a responder, insiste que sua relação com Epstein era de ser essencial como a pessoa que contratava os arquitetos, chefs, decoradores, jardineiros e até o piloto do jatinho. A incongruência de ser uma pessoa tão chave ainda ter total desconhecimento do que ele fazia com as meninas, não incomoda a ela. Segundo Ghislaine, Virginia Giuffre (uma das principais acusadoras) é “mentirosa” e está atrás de fama e dinheiro. “Ela [Virginia] é horrivelmente fantasiosa, uma total mentirosa que mentiu sobre muitas coisas. Toda sua história é um grande número de mentiras”, diz Ghislaine nas gravações.

A falta de remorso é flagrante. E ainda faltam oito meses até o julgamento.

Se intere sobre Crimes:

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s