A trajetória dos Bee Gees

O trio dos irmãos Gibb (Barry, Maurice e Robin) sempre foi fenômeno da música. Surgiram contemporâneos dos Beatles e alcançaram a fama mundial ainda aos 20 e poucos anos. Eles escreveram mais de mil músicas ao longo da carreira, têm mais de 20 canções que alcançaram a primeira posição nas paradas de sucessos e a lista de clássicos escritos por eles é de dar inveja a qualquer um. Eram hitmakers e sem problemas existenciais quanto a isso. Se reinventaram pelo menos três vezes em diferentes décadas e têm o respeito de roqueiros, de artistas do soul… basicamente do mundo todo.

Hoje, apenas um dos irmãos está vivo, Barry, e o novo documentário que está em cartaz na HBO Max, The Bee Gees: How Can You Mend a Broken Heart, abre com o relato solitário do cantor. É emocionante.

Dirigido por Frank Marshall, parceiro de Steven Spielberg, o documentário não revela nenhum escândalo ou traz uma declaração que os fãs mais ardorosos não saberiam. A simplicidade e transparência dos irmãos a respeito das brigas entre eles, das drogas e das inseguranças sempre deu a perspectiva correta dos fatos. Robin e Barry se amavam, mas pouco se toleravam. Quando Maurice, gêmeo de Robin faleceu subitamente em 2003, a banda acabou.

As imagens de arquivo e os depoimentos são o forte do documentário. Frank Marshall teve a sensibilidade de trazer nomes como Noel Gallagher e Nick Jonas, fãs da banda, que viveram a mesma experiência dos irmãos Gibb de tocar com parentes, para dar uma visão isenta, mas que só ressalta o elo entre os Bee Gees.

Embora tenha bastante da vida pessoal dos irmãos, o que é positivo sobre o documentário é porque o coração do roteiro está na música. Rever o processo criativo de uma das bandas mais famosas de todos os tempos é nostálgico e emocionante. Aqui está a novidade, com acesso às gravações nunca vistas antes. É para ouvir, chorar e dançar.

Claro que vem com playlist! Aqui vai a minha.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s