Sex and the City repaginado

A especulação dias antes de fechar 2020 foi apenas o “teaser do teaser”. Mal entramos em 2021 e Sarah Jessica Parker não apenas confirmou a volta de Sex and the City como também nos apresentou uma nova conta no Instagram, apenas sobre a volta da série.

And just like that” (E assim do nada) é uma das frases mais típicas de Carrie Bradshaw, que frequentemente abria o episódio com algum tipo de questionamento (“I couldn’t help but wonder” – não poderia deixar de me perguntar), apresentava os problemas e… “just like that“, encontrava a resposta.

A fórmula dos episódios só solidificou esse formato a partir do segundo ano da série, e funcionava perfeitamente costurando diferentes pontos de vista de uma maneira deliciosamente divertida.

Infelizmente, Kim Cattrall também já confirmou que Samantha Jones não fará mais parte da história. A relação complicada da atriz com Sarah Jessica Parker (e as trocas de farpas em redes sociais) pesou na sua decisão, mas ela também defende que a personagem já alcançou tudo que poderia alcançar, por isso não tem mais fôlego para uma “revisitação” (como estão definindo o reboot).

Uma pena, porque a agressividade e ousadia de Samantha eram o equilíbrio para racionalidade de Miranda, o romantismo de Charlotte e as confusões amorosas de Carrie. Foi Samantha que defendeu a emancipação feminina, não se desculpava por seus sucessos e invertia o tratamento masculino sendo ela a personagem mais decidida de como viver sua vida sem se importar com a opinião alheia. Lembrando que, na série, Samantha teve câncer, muito provavelmente a ‘matarão’ e trarão uma nova personagem para conviver com o trio. Talvez uma jovem millenium? Meu palpite, pelo menos.

Até o momento não se falou da participação dos “maridos”, especialmente sobre Mr. Big (Chris Noth). As idas e vindas de Carrie e Big movimentou seis temporadas (94 episódios) e dois longas, portanto ele tem que aparecer. Porém, Carrie sendo Carrie, não acredito que volte sem estar enrolada sentimentalmente, por isso devemos nos preparar para um divórcio dos dois. Outro palpite. Aliás, a única personagem sem crise matrimonial era Charlotte, mas tanto ela quanto Miranda são mães de jovens adultos agora. Como elas estão lidando com suas famílias?

A nova conta no Instagram fala diretamente sobre uma das principais diferenças de Sex and The City em tempos atuais, que é como as personagens, especialmente Carrie, lidariam com as redes sociais. O nome de “just like that” é interessante e misterioso de alguma forma.

A volta de Sex and the City pode sinalizar o fim da série Divorce, também da HBO e que trouxe uma Sarah Jessica Parker em um papel menos simpático do que costumava aparecer.

O show runner, Darren Star, é o cérebro atrás do sucesso Emily In Paris, da Netflix, que já confirmou uma segunda temporada. Emily Cooper (Lilly Collins), aliás, tem MUITO a ver com Carrie Bradshaw. Será que elas se encontram em algum momento de crossover de plataformas?

Estou muito curiosa e mais ainda, ansiosa para a chegada da série! Bem-vinda de volta, Carrie Bradshaw!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s