O tema de Nadia

Em 1976, a pequena atleta romena Nadia Comaneci ganhou nota 10 da Olimpíadas. Sete vezes. Ela foi a primeira e única a receber o “dez perfeito”, que é a unanimidade entre os juízes.

Seu talento, leveza, agilidade e precisão encantaram juízes e o mundo. Ela virou fenômeno pop, todas meninas imitavam seu penteado e sonhavam em voar como ela. Então a ABC, a emissora que transmite o evento até hoje, fez um clip em sua homenagem. A música escolhida, tirada da trilha sonora de um filme, se chamava Cotton’s dream. A partir dali, seria, para sempre o tema de Nadia.

A melodia extremamente triste foi composta em 1971, por Perry Botkin Jr, para um pequeno filme dirigido por Stanley Kramer, Abençoai as Feras e as Crianças. Baseado no best seller com o mesmo nome, escrito por Glendon Swathout, o filme era sobre um grupo de crianças rebeldes, deixadas por seus pais em um campo de verão. Os meninos se envolvem com a defesa de búfalos, que estavam sendo mantidos para uma temporada de caça. Entre os meninos, Cotton era o mais problemático deles e SPOILER ALERT acaba dando sua vida para soltar os animais antes que fossem mortos. Seu tema, Cotton’s Dream, rendeu um Grammy aos compositores (assim como indicação ao Oscar), mas nunca mais foi associado ao filme, mudando oficialmente de título e virando O Tema de Nadia para sempre. Mas tem mais.

No filme, Cotton’s Dream era emocionante, mas o tema principal da trilha sonora, Bless the Beasts and the Children veio a ser um dos maiores clássicos dos The Carpenters e ofuscou o tema. Dois anos depois, o compositor refez o arranjo da música e a usou na trilha sonora da novela The Young and the Restless, da CBS. Três anos depois, quando apareceu no clipe de Nadia Comaneci, chegou a ser a oitava música maias tocada da Billboard.

Perry faleceu, aos 87 anos, no dia 18 de janeiro, em Los Angeles. O tema de Nadia, escrito há 50 anos, entrou para a cultura popular. Mary J. Blige a usou na canção No More Drama e até a série Lost também a inseriu na sua trilha. Dos búfalos ao esporte, a música faz parte da memória de gerações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s