A intricada trama base de House of the Dragon

Dizer que a casa Targaryen era dramática é pouco. A família real que dominou Westeros por vários séculos até ser derrubada do Trono de Ferro tem personagens incríveis e será a base da série House of the Dragon, que vai estrear na HBO em 2022.

Fosse porque os Targaryens cultivavam incesto ou apenas a influência do poder em si, a escolha dos autores de começarem a série no reinado de Viserys I é uma grande escolha. É quando as sementes da pior guerra civil que a família viveu foram plantadas e rende excelente material para substituir o fenômeno que foi Game of Thrones. Teremos SPOILERS para quem não leu os livros.

O premiado Paddy Considine será o bondoso rei Viserys I, liderando o lado dos bonzinhos que, se tratando de GOT, são capazes de atrocidades também. O grande vilão será vivido por Matt Smith, que saiu de The Crown, da Netflix, para interpretrar o rancoroso e complicado irmão caçula do rei, príncipe Daemon Targaryen. Como Viserys não tem herdeiro homem, Daemon sonha e trama para ser o primeiro na linha sucessória, incluindo rir da morte do próprio sobrinho e seduzir a sobrinha para conseguir o que quer. Mas já estamos avançando.

Viserys I subiu ao trono novo e inesperadamente, depois que seu pai morreu antes de ser Rei. Extremamente popular e justo, Viserys era casado e tinha uma filha Rhaenyra, do qual era próximo. Emma D’Arcy será Rhaenyra, uma personagem fascinante. A mãe de Rhaenyra morre do parto de seu filho homem, que não sobrevive mais do que um único dia. O perigoso Daemon acompanha tudo com interesse pois quer ser o primeiro na linha sucessória, mas acaba exilado depois de brigar com Viserys. A princesa é oficializada como herdeira antes do pai se casar novamente.

O segundo casamento de Viserys é com a jovem de 18 anos, Alicent Hightower, interpretada por Olivia Cooke. Alicent é filha do Mão do Rei, Otto Hightower, interpretado por Rhys Ifans. É uma união feliz que gera três filhos, incluindo Aegon. Apesar de inicialmente ter gostado e sido amiga da enteada, Alicent se irrita com ela por ocupar a posição de “primeira dama” e agora acredita no direito de seus filhos sucederem o Rei. As duas mulheres rompem e assim está plantada a semente da guerra civil batizada de Dança dos Dragões.

Rhaenyra e Alicent se afastam e brigam, mas Viserys não muda a ordem sucessória. Os desentendimentos só vão se multiplicar.

No exílio, Daemon se une aos inimigos dos Targaryen, os Velaryon. Antes, seduz a sobrinha Rhaenyra, que é forçada a se casar politicamente e por isso fica cada vez mais infeliz. seus três filhos são claramente bastardos, o que gera ainda mais revolta em Alicent para aceitar que Rhaenyra venha a ser Rainha.

Quando Rhaenyra e Daemon coincidentemente ficam viúvos quase ao mesmo tempo, todos se surpreendem quando tio e sobrinha se casam, sem o consentimento do Rei. O primeiro filho dois nasce logo depois.

Viserys morreu dormindo e apesar de Rhaenyra ser a herdeira, Alicent coroa o jovem Aegon como Rei. A luta pelo trono quase extingue os Targaryens e será, sem dúvida, a base da segunda temporada. Tem mais detalhes na histótia, mas o resumo já ajuda a pensar na trama.

Já viu o elenco?

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s