Teorias sobre assassinato em Mare of Easttown (spoilers)

Pobre Colin Zabel. Foi tragado para o meio do caos da vida de Mare Sheehan, se apaixonou, a ajudou e… pois é.

Seguindo a fórmula Game of Thrones onde ninguém está realmente protegido, nosso jovem detetive pagou o preço no meio de tanta gente suspeita e insensível. Incluindo Mare, maravilhosamente interpretada por Kate Winslet. A dois episódios de terminar, Mare of Easttown resolveu tragicamente um dos seus crimes, mas segue sem estar perto de revelar o (s) assassino (s) de Erin, que abriu a série.

A essa altura, eu tenho teorias das mais loucas, e receio que a solução seja a mais obvia apontada no último episódio, que é que Dylan – que descartamos por conta do álibi perfeito e ter sido vítima de um atentado – possa de fato ser o grande vilão. Eu discordo, embora ele seja um nojo.

Minha aposta, desde o início, é que Erin morreu pelas mãos de uma mulher ciumenta. Vamos às teorias.

A falsa “melhor amiga”


Sempre achei Jess muito suspeita e nada “amiga”.

Desde o início não apenas não ajudou com nenhuma informação relevante para a investigação, como conduziu Mare a considerar o ex-marido como suspeito e o padre. Ambos descartados como possíveis pais do filho da adolescente.

Agora sabemos que mais uma vez Jess mentiu para Mare, não revelando o local onde estavam os diários de Erin e que tem uma relação bem esquisita com Dylan. Erin teria atendido ao telefonema dela e ido aos seu encontro sem pestanejar. Se Jess não matou pessoalmente Erin, tem que cara de que ajudou e testemunhou o crime.

A segunda suspeita na minha lista é outra melhor amiga, Lori.

Lori está passando por um bocado com o marido (outro suspeito), que a trai e, pelo que descobrimos, não é a primeira vez. Lori parece uma mulher forte, mas tem filhos com problemas e – ao aceitar adotar o bebê de Erin – me pareceu ser a confirmação de criar o filho de seu marido com outra, como uma forma de se redimir por a ter matado. Vimos que o filho dela tem um segredo que compartilha com o pai, que parece ser mais do que saber do caso extra-conjugal. Além disso, a atriz tem peso, Julianne Nicholson é um dos nomes fortes do elenco.

Mare jamais desconfiaria de Lori, como estamos vendo. Teria sido um crime passional, quase perfeito.

Os suspeitos masculinos estão mais óbvios. Nitidamente Erin não era a menina inocente que vimos no primeiro episódio. A essa altura do campeonato, a cidade inteira poderia a ter matado. Eu apostaria nos menos óbvios… as mulheres

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s