Quem é quem em Pistol, a série de Danny Boyle sobre a música punk

Embora exista a discussão de que o movimento punk surgiu na Nova York underground, foi em Londres que ficou mais famoso. Graças ao visual de roupas rasgadas, couro, maquiagens e cores de cabelo criativas e uma série de bandas de grande sucesso mundial. Entre todas, a banda Sex Pistols ficou como o principal símbolo do turbulento momento musical.

Livros, documentários e filmes sobre alguns dos membros do grupo (Sid Vicious) foram feitos, mas há uma grande antecipação pelo olhar que Danny Boyle dará à trajetória da banda. Ainda em gravação, a série que vai ao ar no FX, foi batizada de Pistol e terá seis episódios, reunindo um elenco jovem de destaque. Danny usou como base a biografia do guitarrista Steve Jones, Lonely Boy: Tales From a Sex Pistol, para recontar como jovens sem nenhuma educação musical mudaram o cenário cultural mundial.



A série só deve ser lançada em 2022, por isso é uma boa oportunidade para se familiarizar com as personagens que vão aparecer na série. Vamos lá?

Londres nos anos 1970s

O grupo foi formado em 1975, em Londres e teve vida curta (mas intensa) de pouco mais de dois anos. A atitude violenta dos músicos, com palavrões e agressividade física, além do visual, chocou a sociedade britânica e encantou os jovens. O vocalista, John Lydon – com apelido de Johnny Rotten (por causa dos dentes) – foi escolhido pelo empresário Malcolm McLaren pelo visual. Paul Cook e Steve Jones, além de Glen Matlock (que eventualmente deixou a banda e foi substituído por Sid Vicious), não eram músicos profissionais, portanto usavam menos notas e arranjos sem grandes trabalhos, proporcionando a oportunidade para qualquer um que sonhasse com o palco mesmo sem saber uma nota.

Com a visão de McLaren, muita atitude e sorte, os Sex Pistols rapidamente ganharam uma reputação de caóticos e inovadores. Depois de alguns álbuns, chegaram a fazer turnê pelos Estados Unidos, onde colecionaram mais brigas e escândalos. Não foi surpresa que acabassem brigando entre si e acabando a banda. Esses dois anos e meio serão o coração de Pistol.

Todos passavam por King’s Road

Antes dos Pistols, existiu The Strand, com os amigos Steve Jones e Paul Cook, que tocavam com instrumentos roubados. Nos anos 1970s, o bairro de Chelsea, em Londres, era o point mais moderno da cidade, e, mais especificamente, as lojas Acme Attractions e Too Fast To Live, Too Young to Die. A última pertencia a Vivienne Westwood e Malcolm McLaren, e vendia todos os estilos, incluindo S&M.

Malcolm McLaren e Viviane Westwood

A grande atração do estabelecimento era a vendedora Jordan, com visual inovador mesmo para o público de vanguarda (e será interpretada por Maisie Willliams), e foi nessa loja que “muitas bandas foram criadas”, incluindo os Sex Pistols. A loja mudou de nome e posicionamento – passou a ser chamada de Sex e passou a ser mais sex shop e anti-moda.

Moda e música se conectaram quando os músicos do The Strand pediram que McLaren cuidasse da parte empresarial deles, nascendo assim uma parceria controversa. Lembrando que essa galera tinha entre 17 e 20 anos, e mesmo tendo sobrevivido à vidas duras e pobres, não tinham vivência alguma ainda.

McLaren topou o desafio porque tinha passado alguns meses em Nova York, onde teve contato com o movimento underground americano, conhecendo o Ramones, Television, Talking Heads e Blondie, entre outros. Trabalhou inclusive com o New York Dolls, portanto, quando voltou para Londres, aceitou o desafio de trabalhar com o The Strands. A banda mudou o nome para Sex Pistols e passou a buscar um vocalista. Quando viram Lydon na rua, de cabelo verde, usando uma camiseta do Pink Floyd – escrita “eu odeio” acima do nome da banda – perceberam que encontraram quem estavam buscando. Vivienne achava que Sid Vicious tinha mais a cara do que buscavam, mas McLaren se confundiu achando que ela tinha pensado em Johnny. Ou assim diz a lenda…

Os fãs fiéis: Bromley Contingent

Os que testemunharam os primeiros shows da banda se converteram em um fiel grupo que seguia os Sex Pistols para todos os lados. Todos com estilo inovador e o grupo era formado por Jordan, Billy Idol, Sid Vicious,Chrissie Hynde (do The Pretenders) e outro ícone punk, Soo Catwoman, assim como Siouxsie Sioux e Steven Severin, entre outros. Eram tão parte do grupo que a imprensa os batizou como Bromley Contingent (por causa da cidade onde os adolescentes viviam).

O Bromley Contingent estava na entrevista que gerou polêmica e deu fama ao movimento punk. Na verdade, tudo começou quando o apresentador fez um comentário sobre Siouxsie no ar – dizendo que a “conheceria depois que saíssem do ar”, o que levou ao guitarrista Steve Jones a disparar uma metralhadora de palavrões em defesa da amiga. Siouxsie, que em seguida montou sua própria banda, ficou conhecida no país todo a partir desse evento. Uma das frases famosas de Steve em outra entrevista definiu os Pistols: “Não gostamos de música, gostamos do caos”, disse.



Da metade para o final da breve existência dos Sex Pistols, Sid Vicious (que era baterista da Siouxsie and the Banshees) foi chamado para substituir o baixista, que saiu, em fevereiro de 1977. Se Johnny Rotten já era problemático, Sid, com vício em drogas desde pequeno (sua mãe o acompanhava), foi ao extremo. Sua atitude os fez imediata estrela e começou o ciúme entre os músicos.

A ascensão trágica

Sid se chamava John Simon Ritchie e era amigo de infância de John Lydon. Dizem que ele inventou a dança apelidada de pogo, em que pulava desengonçado. Ele tinha apenas 17 anos quando entrou para o grupo e por seu carisma, era odiado e amado. Sem consequências, Sid se machucava e feria outros também. Filho de uma jovem mãe solteira e viciada em drogas, Sid Vicious aprendeu a se drogar com ela e era extremamente carente. Rapidamente sucumbiu à fama.



Ainda em 1977 conheceu a americana e groupie Nancy Spungen. Foi amor à primeira vista, mas ela era viciada em heroína e o induziu à droga que viria tirar a vida do músico. A união dos dois era violenta e intensa, e acabou acelerando o fim da banda. Sid foi para os Estados Unidos com a namorada, mas poucos meses depois ela foi encontrada morta, com um facada no estômago, com apenas Sid no apartamento e apagado pelas drogas. Ele foi preso e saiu da delegacia para aguardar o julgamento em liberdade. Em apenas 3 meses estava morto, por overdose. O crime nunca foi solucionado pois ele alternava momentos em que admitia culpa e não ter lembrança do que houve. A mãe dele defende a tese de um pacto de suicídio que deu errado. O filme Sid e Nancy, de 1986, sugere um “acidente”, mas há quem diga que Nancy foi assassinada por traficantes que deixaram Sid levar a culpa. Ninguém sabe ao certo.

Quem é quem (confirmados até o momento)

O elenco de Pistol é um desfile de novos talentos ingleses.

Elenco da série da FX



Maisie Williams será Jordan, Thomas Brodie-Sangster será Malcolm McLaren, Talulah Riley será Vivienne Westwood e Iris Law, filha de Jude Law, será Soo Catwoman.

Christian Lees será Glen Matlock, Toby Wallace será Steve Jones, Jacob Slater será Paul Cook, Anson Boon será John Lydon e Louis Partridge será Sid Vicious.

Chrissie Hynde será interpretada por Sydney Chandler, Dylan Llewellyn será Wally Nightingale e Nancy Spungen será vivida por Emma Appleton, Beth Dillon fará Siouxsie e Zachary Goldman, Billy Idol.

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s