Trio improvável e divertido


Há uma pequena pérola no acervo do Starplus, com quatro episódios já disponíveis (e novos semanais): Only Murders in the Building. Parece assustador, mas apesar do fato de realmente existir assassinos no prédio, é uma comédia.

Se você tem uma família como a minha, que assiste ao Discovery ID diariamente, consume todos os documentários de assassinatos, serial killers, e – de quebra – adora séries de ficção também sobre crime, já seria uma pedida óbvia dar uma olhada nessa série, mas tem mais atrativo do que “apenas” isso. Only Murders in the Building marca a estréia de Steve Martin como ator na TV (tudo bem, ele foi do elenco de Saturday Night Live nos anos 80, mas nunca atuou em séries ou filmes fora do cinema). Steve está ao lado de seu melhor amigo, o sempre cômico Martin Short e, também, de Selena Gomez. Selena, sem disfarce, é o elemento jovem e feminino da trama, mas apesar de estar com duas lendas como parceiros, ela segura bem a onda. E se não fosse o suficiente, temos as pontas de Tina Fey e Sting. Sim, o cantor-ator está se autoparodiando e é engraçado.

Only Murders in the Building brinca com vários fatos atuais, incluindo a obvia briga de gerações, tendo em vista que os “heróis” são dois septuagenários e Selena está na casa dos 20 anos. Porém, mais do que isso, a trama faz gozação com o consumo de “crime como entretenimento”, fonte não apenas das citadas séries e documentários que estão em todas plataformas, mas também dos podcasts. Super atual! Partindo de algo que é um fenômeno de consumo mundial, Steve Martin criou uma série com trama relativamente simples: três vizinhos (que mal se conheciam), são fãs do mesmo podcast sobre crimes e, quando um assassinato acontece no prédio deles, não apenas investigam juntos como também criam seu próprio show. As confusões começam com muitos segredos, personalidades diferentes e um humor ácido, certeiro e reviravoltas.

A série também tem qualidade nostálgica porque retrata Nova York e seus cidadãos insensíveis, sempre com pressa e indiferentes à vida alheia. O prédio em que se passa a história é real e um dos mais famosos de Manhattan, está na rua 73 em Upper West Side. Para fãs de Agatha Christie e até de Lupin (da Netflix) vão curtir Only Murders In the Building, um escapismo inocente e divertido. E vale palpitar sobre quem você acha que é o assassino! Tenho a minha lista!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s