Sempre é tempo de Françoise Hardy…

Loot é uma espécie de Ted Lasso: a história positiva de um recomeço. Mas o que é mais interessante do episódio de hoje é a trilha sonora. Como Molly está interessada em um bilionário francês, a trilha é cheia de sucessos de artistas como a maravilhosa Françoise Hardy.

A canção que conclui um episódio fofo é L ‘Anamour, escrita por ninguém menos que Serge Gainsbourg e que Françoise a gravou, em 1968, antes de Jane Birkin e o próprio Serge. Uma canção de alguém que quer, mas teme voltar a amar. A palavra L’anamour não tem tradução ou significado, foi a contração de duas palavras “amor” e “anarquia” que o poeta inventou.

Eu te amo e temo, Se perder
E eu semeio…

Linda não?

L ‘Anamour

Aucun Boeing sur mon transit
Aucun bateau sur mon transat
Je cherche en vain la porte exacte
Je cherche en vain le mot exit

Je chante pour les transistors
Ce récit de l’étrange histoire
De tes anamours transitoires
De Belle au Bois Dormant qui dort

Je t’aime et je crains
De m’égarer
Et je sème des grains
De pavot sur les pavés
De l’anamour

Tu sais ces photos de l’Asie
Que j’ai prises à 200 Asa
Maintenant que tu n’es pas là
Leurs couleurs vives ont pâli

J’ai cru entendre les hélices
D’un quadrimoteur mais hélas
C’est un ventilateur qui passe
Au ciel du poste de police

Je t’aime et je crains
De m’égarer
Et je sème des grains
De pavot sur les pavés
De l’anamour

Je t’aime et je crains
De m’égarer
Et je sème des grains…

Nenhum Boeing no meu trânsito
Nenhum barco na minha espreguiçadeira
Eu procuro em vão pela porta exata
Eu procuro em vão pela palavra saída
Eu canto para os transistores
Este relato da estranha história
De seus amores transitórios
Da Bela Adormecida que dorme
Eu te amo e temo
Se perder
E eu semeio
Papoula nos paralelepípedos
de anamour
Você conhece aquelas fotos da Ásia
Que eu tomei 200 Asa
Agora que você não está aqui
Suas cores brilhantes se desvaneceram
Eu pensei ter ouvido as hélices
De um quadrimotor, mas infelizmente
É um fã de passagem
No céu da delegacia
Eu te amo e temo
Se perder
E eu semeio
Papoula nos paralelepípedos
de anamour
Eu te amo e temo
Se perder
E eu semeio
Papoula nos paralelepípedos
de anamour
Eu te amo e temo
Se perder
E eu semeio
Papoula nos paralelepípedos
de anamour
Eu te amo e temo
Se perder
E eu semeio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s