Uma canção de Radiohead sobre o tempo em Westworld

Há um único fator constante de qualidade na série Westworld: sua trilha sonora. A música original de Ramin Djawadi é grandiosa, mas ainda melhor são seus covers. Quase tradicionalmente, as temporadas encerraram com canções da banda Radiohead. A quarta não foi exceção. Depois de Codex e Exit: Music for a Film, a canção da vez foi Pyramid Song. Claro que se encaixou.

I jumped in the river and what did I see?
Black-eyed angels swam with me
A moon full of stars and astral cars
All the things I used to see
All my lovers were there with me
All my past and futures
And we all went to heaven in a little row boat
There was nothing to fear and nothing to doubt

I jumped into the river
Black-eyed angels swam with me
A moon full of stars and astral cars
And all the things I used to see
All my lovers were there with me
All my past and futures
And we all went to heaven in a little row boat
There was nothing to fear and nothing to doubt

There was nothing to fear and nothing to doubt
There was nothing to fear and nothing to doubt

A banda se inspirou no conceito de Stephen Hawking cuja teoria que o tempo é uma força cíclica para cantar sobre o submundo egípcio. Pyramid Song é um dos destaques do álbum Amnesiac, de 2001. Segundo consta, dois anos antes de gravá-la, Thom Yorke foi a uma exposição de arte egípcia e ficou impactado com o que viu, em especial, com a imagem das pessoas sendo transportadas pelo rio da morte.



“Essa música literalmente levou cinco minutos para ser escrita, mas ainda assim veio de todos esses lugares loucos [É] algo que eu nunca pensei que poderia realmente passar em uma música e liricamente”, excplicou à MTV na época do lançamento. “[O físico] Stephen Hawking fala sobre a teoria de que o tempo é outra força, a quarta dimensão, e sobre a ideia de que o tempo é completamente cíclico. É um fator, como a gravidade. É algo que encontrei no budismo também. É isso que é Pyramid Song: o fato de que tudo está andando em círculos.”

Além de Hawkings, A Divina Comédia, de Dante também foi referência, em especial porque o autor descreveu a jornada imaginária pelo Inferno, Purgatório e Céu, com anjos de olhos negros, uma lua cheia de estrelas e pulando no rio, como é citada na canção.

No caso de Westworld, é a jornada para o Divino, que termina sendo a área na qual Dolores tenta reescrever o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s