Profecias e as mulheres Targaryen

Há várias mensagens nas obras de George R. R. Martin que sugerem muita cautela com profecias, sonhos e destino. Os fãs alucinados de Daenerys Targaryen, por exemplo, não aceitam o destino da personagem que teve a visão do seu fim mostrada em detalhes no último episódio da segunda temporada. Isso mesmo, a visão da Casa dos Imortais, mostrava que Danny destruiria King’s Landing, levando a cidade ao pó e que jamais se sentaria no Iron Throne, pois um ruído vindo além da Muralha e interromperia em sua jornada, a levando a reencontrar o filho e Khal Drogo na eternidade. Desde esse episódio, nunca me apeguei à idéia de Daenerys rainha.

A profecia que também marcou a vida de Jon Snow. Identificado por Melisandre como o Príncipe Que Era Prometido, ela mesma ficou em alerta e avisava que profecias eram perigosas e difíceis de interpretar (ela chegou a essa conclusão depois de sacrificar muitos, ajudar a assassinar outros e ainda queimar uma menina viva). Jon, sendo perfeito sempre, nunca ligou para o que diziam sobre ele. No entanto, seu pai verdadeiro, o príncipe Rhaegar, era obcecado com a idéia plantada pelo antecessor Aegon, o Conquistador, de que apenas um Targaryen seria capaz de vencer o Night King, unindo Westeros contra ele. Por isso, batizou seus dois filhos homens como Aegon, e nessa aposta acertou em uma pois Jon, ou Aegon VI, era mesmo o prometido. Isso mesmo gente, se vocês se confundem não se sintam mais. Houve SEIS Aegons ao longo do tempo, nem todos bons, mas dois deles interrompendo as vidas de duas mulheres importantes. Rhaenyra e Daenerys, que finalmente compartilham algo de comum.

Comparando princesas Targaryen e a profecia

Antes de deixar Dragonstone para dominar Westerors, Aegon I teria sonhado que um “inverno terrível, soprando do norte distante destruiria o mundo dos vivos”. Nessa visão, apenas um Targaryen sentado no Trono de Ferro poderia unir o reino e evitar a destruição total. Aegon chamou seu sonho de “Crônicas de Gelo e Fogo” e por tradição, todo regente mantinha o conhecimento e compartilhava com o herdeiro.

Sonhos, premonições ou visões não determinam o tempo, portanto os Targaryens ficavam a postos, mas muitos séculos se passaram até que efetivamente a ameaça se tornasse realidade, atropelando as vidas de Daenerys Targaryen e Jon Snow. Um dos problemas do sonho e das profecias a partir dele é que o gênero desse Targaryen era incerto. Por machismo, homens acreditavam que teria que ser um deles, tanto que vários Aegons foram batizados em homenagem ao Rei que teria que combater a Morte. Outros sabiam que o que importava era o DNA Targaryen, o gênero seria indiferente. No final das contas que quem efetivamente matou o Night King em Game of Thrones foi uma mulher Stark, mas, em House of the Dragon, George R. R. Martin retomou a profecia esclarecendo que um Targaryen uniria o Reino para vencer a Morte, deixando claro que o Príncipe Prometido era mesmo Aegon VI, mais conhecido como Jon Snow. O resto da bagunça com as profecias deixamos para a série Snow resolver.

O que finalmente colocou Daenerys e sua antepassada, Rhaenyra, na mesma página foi a interrupção em suas vidas provocadas por um Aegon. E a obsessão das duas pela ascensão ao trono.

Já compartilhei a trajetória que será a de Rhaenyra, mas chegando ao 4º episódio já temos uma luz de como a princesa de fato é retratada. Alguém duvida que já está gerando briga entre fãs?

Um sonho, uma possibilidade e uma obsessão

Daenerys e Rhaenyra tem uma diferença crucial em suas narrativas. Daenerys se tornou herdeira ao trono porque achava ser a última Targaryen, já Rhaenyra foi nomeada oficialmente como sucessora de Viserys I. Por mais que tenhamos torcido por Danny, ela só pôde sonhar com o Iron Throne depois que seu irmão foi assassinado (coincidentemente um outro Viserys, no caso, terceiro…) e não esqueçamos que sua morte teve o concentimento de Daenerys. Sem ninguém em seu caminho, se auto denominou herdeira (embora o trono só fosse destinado a homens). De fato precisava quebrar a roda para ter a Coroa.

Rhaenyra, assim como Daenerys, não era feliz com o papel das mulheres na sociedade, mas era conformada de que nunca seria tudo para seu pai, sempre sonhando com o filho homem. Até que tudo mudou e ela foi anunciada como futura Rainha. Só que não.

Naqueles breves momentos nos quais elas quebraram as barreiras, as duas princesas falharam em lidar com mundo real ao seu redor. O mundo que ainda preferia homens no trono do que uma mulher. Daenerys conquistou respeito e seguidores até esbarrar no segredo de seu irmão mais velho, Rhaegar, que se casou em segredo e teve um segundo filho homem – Aegon VI – mas morreu antes de poder assumi-lo oficialmente. Aegon, que cresceu como Jon Snow, não tinha o menor interesse (ou talento) para política, mas, ainda assim, era o verdadeiro herdeiro do trono. Uma realidade que destruía os sonhos de grandeza de Daenerys.

Rhaenyra também teve um Aegon arruinando seus planos, seu meio-irmão, Aegon II. Completamente diferente de temperamento de Jon, Aegon (mais parecido com Joffrey) ursupou a coroa da irmã, a verdadeira e oficial sucessora de Viserys I. Rhaenyra se torna obcecada por seu Direito do qual não abriu mão nem diante da guerra civil que acatou para reafirmar sua posição.

A principal diferença entre Rhaenyra e Daenerys está proporcionalmente na oposição dos papéis de Aegon em suas vidas. Enquanto a princesa era de fato a herdeira e foi roubada por Aegon, Daenerys se fez herdeira por circunstâncias, sem querer abrir mão de sua conquista nem diante de um herdeiro digno e verdadeiro, com quem tinha uma (excelente) relação. Ela poderia ter deixado Westeros com um Targaryen e voltado para Estos, mas quis o mundo todo apenas para si mesma.

A trajetória para o conflito também foi distinta. Sem dinheiro, abandonada, usada e vendida, Daenerys tinha sempre a melhor das intenções de fazer Justiça. Rhaenyra tem sua herança como escudo e motivação. Não será nada santa nessa luta que ainda vai derramar muito sangue.

Vamos acompanhar os paralelos. Até o momento, são poucos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s