O estranho humor de Dead to Me

A temporada final da série Disque Amiga para Matar (Dead to Me) ressalta a falta que a dupla Jen Harding (Christina Applegate) e Judy Hale (Linda Cardellini) vai nos fazer. A química perfeita entre as atrizes sustenta as reviravoltas cada vez mais loucas da temporada final. 

Jen e Judy não param de se envolver em crimes e confusões desde que se conheceram. Assassinatos, golpes e situações absurdas cercavam as amigas mais improváveis e apaixonadas da Netflix, e apenas o talento inegável das atrizes que as interpretam sustenta tudo com humor e emoção. Difícil não rir e chorar com elas, em especial a desbocada e agressiva personagem de Christina Applegate, com mais uma atuação incrível e merecidamente elogiada. Sentiremos sua falta nas telas.

A temporada chegou à sua conclusão devido aos problemas de saúde da atriz, mas se não fosse isso seria ainda mais difícil acompanhar as reviravoltas que deixavam Jen e Judy sempre do lado errado da lei e revisando seus papéis. Com referências a filmes sobre sororidade (Thelma e Louise e Amigas para Sempre), Disque Amiga para Matar é sobre a história de amor entre as duas, da mesma forma que Grace e Frankie. Chegou ao fim também porque estava impossível continuar e a trama ficou completamente solta, mas ainda assim, divertida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s