Quando Garbo inspirou Rebecca

O premiado Julian Day é o nome responsável pelos brilhantes – literalmente – figurinos de Rocketman e Bohemian Rhapsody. Ele também assina os belos modelos da refilmagem de Rebecca, da Netflix. Enquanto a crítica não se impressionou com o resultado dramático, as roupas são mais uma vez de tirar o fôlego.

A versão do clássico de 1940 já tem uma desvantagem porque foi gravada em preto e branco, portanto muitos dos detalhes passaram desapercebidos. “Para mim, os anos 30 foram o começo da era moderna de figurinos. Eu amo as silhuetas e me inspirei em Hollywood da época, como Greta Garbo – e a realeza, incluindo o Duque e a Duquesa de Windsor“, ele disse ao NYPost.

As cores, como se repara, vão dos pastéis aos roxos taciturnos e azuis escuros. As transições das cores vão dos tons vivos aos obscuros, quando a imagem (ou fantasma?) de Rebecca, a primeira Sra de Winter, começa a assombrar a segunda esposa de Maxim de Winter, interpretada por Lily James.

Julian diz que nunca trabalhou com um elenco tão belo como o de Rebecca o que, para ele, facilitou e muito seu trabalho. Especialmente Lily James. “Ela fica absolutamente estonteante em tudo que veste”, elogia ele. E é verdade.

A personagem sem nome de Lily (leia o outro post sobre isso aqui), começa sem sal e vai se refinando depois que se une ao milionário viúvo, Maxim de Winter. “Começamos com ela sendo uma serviçal deselegante que se torna uma imagem romântica quando se apaixona por Maxim”, explica o figurinista.

A primeira imagem divulgada da produção, com Lily usando um chapéu de palha foi toda estudada. Julian selecionou uma blusa florida com babados e calça. “É tão típico britânico no sul da França”, brincou Julian.

A clássica cena onde a personagem de Lily se veste para um baile no castelo de Manderley também era um momento visualmente importante. Afinal, SPOILER, ela não sabia que estava vestindo uma peça da própria Rebecca.

“Nós o chamamos de ‘vestido triste’ porque ela fica tão chateada”, revela o figurinista. A peça de crepe de seda foi feita manualmente porque Julian não encontrou nada que estivesse pronto que se encaixasse com o que queria. O resultado é estonteante. O vestido tinha várias versões porque aparece em mais de uma cena e foi o favorito da atriz. “Eu a presenteei com ele no final das gravações”, conta ele.

A “vilã” da história, a soturna Sra Danvers, sempre doentiamente fiel à Rebecca, também ganhou um guarda-roupa de destaque na refilmagem.

Para o conjunto de saia e terno, que é o uniforme da governanta, Julian se inspirou nos modelos de dominatrix. “Eu queria a vibe que Kristin [Scott-Thomas] deu perfeitamente. Embaixo da jaqueta, ela vestiu blusas de chiffon com cores que refletiam as mudanças naturais de uma ferida. Eu ficava buscando no Google as cores de progressão de uma ferida porque a Sra Danvers era a ferida de Manderley”, ele explica.

Rebecca: Kristin Scott Thomas as Mrs. Danvers. Cr. KERRY BROWN/NETFLIX

Julian ficou feliz com o resultado de Rebecca, que considera um projeto brilhante. “Meu trabalho me fez lidar com figurinos muito interessantes. Foi muito divertido”, ele concluiu.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s