Ela ajudou Beethoven

Em dezembro serão celebrados os 250 anos de nascimento de um dos maiores compositores de todos os tempos, Ludwig Van Beethoven. A história dele é bem conhecida dos amantes da música clássica. As suas paixões, suas cartas de amor, sua relação conturbada com a família e sua surdez, todos os elementos de uma trajetória única foram amplamente divulgados. Hoje (9), o New York Times traz mais um capítulo interessante na biografia de Beethoven, o da sua amizade com Nannette Streicher.

O “aniversário de 250” de Nannette foi em 2019, mas ninguém lembrou. Ela era uma mulher de negócios bem sucedida, pianista apurada e que tocou não apenas com Beethoven, mas com Amadeus Wolfgang Mozart também. Como não sabíamos sobre ela? Porque uma mulher no século 18 jamais poderia ter tanto talento como ela. O crédito de seus feitos foram passados para seu marido, Johann Andreas Streicher, na verdade, seu funcionário.

Nascida na Alemanha, Maria Anna, ou Nannette, era filha de Andreas Stein, o renomado luterista (profissional o qual trabalha com a construção, manutenção, conserto e limpeza de instrumentos musicais), que inovou na invenção de um piano, melhorando o mecanismo que martela as cordas, assim mudando o som drasticamente. Um dos maiores fãs da peça criada por Stein era ninguém menos que Mozart, que viu Nannette tocar e corrigiu sua postura, mas reconheceu seu “gênio”.

Nannette e seu irmão, Matthäus, seguiram no negócio de seu pai, mas ela foi quem herdou a criatividade e ouvido de Andreas. Aos 23 anos se casou com Johann Andreas Streicher e se mudou para Vienna, justamente quando a música deixava as salas da Corte e ganhava mais espaço (e demanda) em cafés e teatros. Em Vienna, foi apenas natural que Beethoven conhecesse Nannette. Ela emprestou um de seus pianos para o compositor e assim estabeleceram uma ligação que seguiria por toda vida.

Exigente, Beethoven queria que o piano soasse menos com uma harpa e tivesse mais alcance. Sua música era forte e o piano tinha um som muito suave. O irmão de Nannette teria registrado uma reclamação profética sobre o feedback do compositor “As primeiras notas foram tocadas com tamanha violência que você se pergunta se o pianista é surdo”, escreveu na época.

Um piano Streicher, preferido de Beethoven, Brahms e Berlioz

Sim, Beethoven secretamente já começava a perder a audição e precisava compensar a deficiência com um instrumento que fizesse um som mais forte. Nannette embarcou no desafio de conseguir ajudá-lo. Não foi fácil. Era mãe de duas crianças, perdeu uma terceira (com seis anos) e estava rompendo a sociedade com o irmão. Matthäus manteve a marca “Stein” como dele e Nannete adotou o nome de casada, “Streicher”. O mercado era disputado e ela era a única mulher liderando o negócio.

Em poucos anos Nannette conseguiu alterar o design to instrumento, com seu piano ganhando literalmente volume significativo em relação à concorrência. Chegou a produzir entre 50 a 65 pianos por ano e virou referência. Além disso, em anexo à sua loja, tinha uma sala de concerto com 300 cadeiras que era usadas por pianistas e compositores famosos da época, incluindo, claro, Beethoven.

A amizade evoluiu tanto que Nannette ficou como uma gerente/governanta do compositor, cuidando de todos os aspectos da vida dele, das compras às roupas. A relação dos dois nunca foi romântica. Foi no período em que ela esteve em sua vida que ele compôs o que muitos consideram uma das suas melhores peças para piano, a “Hammerklavier.” Para Beethoven, como ele mesmo escreveu para Nannette, os pianos Streicher eram os seus favoritos.

Nannette faleceu no mesmo ano em que seu marido, Andreas, morreu. Apenas três anos depois de Beethoven. Ela e Andreas estão enterrados em Vienna, em frente ao grande amigo e compositor, Ludwig Van Beethoven.

Gosta de música?

Ouça aqui as peças que Beethoven escreveu usando um piano Streicher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s