Sam Wilson e a aceitação do herói

O universo Marvel está desenhado e planejado de uma maneira brilhante. Conteúdo de qualidade, tramas amarradas, diversão e emoção. Não é exatamente um “filme de super-herói”, que diminua em nada a menção. É drama, ação, surpresa e atuação com inteligência e talento. Há uma química para conectar tantas personagens paralelas e ela merece todo aplauso e sucesso.

Dito tudo isso, não vou falar de HQ, apenas dos filmes e das séries. Que seguem incríveis.

Falcão e o Soldado Invernal era para ter sido lançado em 2020, mas foi um dos conteúdos “prejudicados” com a pandemia. Acabou com menos episódios, mesmos mais longos, e depois da inovação da narrativa de WandaVision, voltar ao tradicional não diminui sua qualidade.

Qualidade, aliás, a série tem em grandes volumes. Elenco estelar e efeitos sensacionais, Falcão e o Soldado Invernal trabalhou com questões de racismo, políticas e econômicas. Trabalhou com psicologia e as consequências do avanço da Ciência e da ganância. Falou de perdão, aceitação e compaixão. São tantas coisas que estão lá que fazem desses seis episódios algo genial. E no coração de tudo está Sam Wilson, o Falcão, eleito pelo próprio Capitão América como seu substituto.

Sam Wilson é um super-herói diferente de TODOS da Marvel. Seu único poder, como ele mesmo diz, é ter fé nas pessoas. Sim, ele tem acesso à tecnologia que o ajuda a voar, mas não é um super soldado ou milionário. Tem dívidas que nem depois de ter ajudado a salvar o mundo te dá crédito no banco. Sam é o mais comum de todos os heróis e o mais especial por isso mesmo.

Quando ele herdou o escudo do Capitão América, não se sentiu à altura. Não era falsa humildade nem hesitação. Sam estava convicto que aquele escudo precisava de mais e – naquele momento – não seria ele. Não poderia ser porque ele foi o melhor amigo do Capitão original nem mesmo, ou muito menos, pela cor de sua pele. Sam, como nós, teve passar por uma jornada pessoal para que fosse reconhecido genuinamente como o novo Capitão América. Depois do episódio final não resta nenhuma dúvida.

Se não fosse um ator com o calibre de Anthony Mackie, que há muitos anos vem mostrando talento e boas decisões, as qualidades do heróis mais humano dos Marvel teria passado batido. Anthony traz credibilidade, sensibilidade e humor ao papel. Merece e muito o escudo. A hashtag do dia é Sam Wilson is Captain America. E Cap is back!

o

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s