A voz da vilã adorada de A Pequena Sereia

“O que quero de você é a sua voz”. Como esquecer o pavor da frase que é uma das mais marcantes de Ursula, a bruxa do mar em A Pequena Sereia? No original, a personagem foi trazia à vida com a premiada atriz americana Pat Carroll.

Hoje com 94 anos (Pat nasceu em 5 de maio de 1927), Pat entrou para o mundo do entretenimento aos cinco anos, incentivada pelos pais. Extremamente carismática – e com uma voz marcante – Pat participou mais de séries e especiais na TV do que cinema, chegando a ganhar um Emmy, em 1956.

Na TV, aliás, Pat fez sua primeira passagem importante no universo dos contos de fadas, bem antes de A Pequena Princesa. É que, em 1965, ela estava no elenco do especial da TV americana, Cinderella, do musical de Rodgers e Hammerstein, interpretando uma das irmãs más da heroína.

Nos anos 1970, Pat Carroll se destacou no teatro, interpretando desde os clássicos de Shakespeare e também colecionando prêmios, incluindo um Grammy pela pela peça Gertrude Stein. Sua grande potencia vocal assim como risada marcantes viraram quase uma marca registrada.

O caminho de Pat até Ursula foi longo. Pat sempre foi fã do trabalho da Disney e, quando criança, se apaixonou pela Branca de Neve e os Sete Anões, de 1937, e o trabalho de Lucille Laverne como a Rainha Má. Foi ali que nasceu o sonho de um dia trabalhar com o estúdio. Quando finalmente foi convidada para fazer um teste, em 1989, mais de 50 anos depois, Pat nem pestanejou.

Ainda assim, foi tenso. Segundo contou em entrevistas, fez três testes – todos cantando – e ficou quase um ano sem saber da equipe de produção. Quando estava se acostumando com a idéia de rejeição, o telefone tocou. É que de fato a Disney tinha escolhido outra atriz (não sabemos o nome), e não estava dando certo. Ela aceitaria vir trabalhar com eles? Do I help them? Yes, indeed.

Uma das coisas que Pat Carroll mais gostou de Ursula foi a possibilidade de exagerar na interpretação. Para ela, Ursula tinha a teatralidade flamboyant de uma atriz shakespeareana, mesclada com o discurso de vendedor de carro e golpista.
Por limitações de orçamento, apesar de ser um polvo, ela não tem oito tentáculos (apenas seis) e o visual inspirado na drag Divine.


Há muitos que comparam Ursula a outra vilã da Disney, Medusa, de Bernardo e Bianca. Na verdade, Medusa também tem ligação com Cruella DeVil (e a maneira louca que elas conduzem os carros), uma vez que chegaram a pensar em usar Cruella como a vilã do desenho. O que faz Medusa lembrar Ursula é a similaridade de seus comparsas. É que Medusa tem os crocodilos Nero e Brutus, e Ursula, as enguias Flotsam e Getsam.

Pat ainda cede sua voz para os vídeos, os spin-offs e atrações nos parques da Disney, mas não será a vilã no filme que está sendo gravado. O papel ficou com Melissa McCarthy, que já certamente trará novas tiradas da irônica e muito má vilã de A Pequena Sereia.

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s