O ângulo de Cruella (spoilers)

“Qual é o ângulo?”, o amigo de Cruella, Horace, pergunta desde que a conhece. “Não tem ângulo”, ela e Jasper, outro comparsa respondem.

Logo depois, Horace insiste, “mas, qual é o ângulo?”. “O ângulo é ver Estella (a persona boazinha de Cruella) feliz”, Jasper tenta.

Apenas quando entra o plano de vingança que Horace reconhece: “Ah, esse é o ângulo!”.

Horace nos representa em Cruella. Porque se há uma única falha no filme é a de justamente não definir o que quer contar, mesmo que nos mostre músicas e visuais incríveis. Quando Cruella de fato começa a agir, já estamos há uma hora vendo sequências de situações soltas para demonstrar a personalidade dela.

O longa de live-action com Emma Stone como Cruella De Vil vem movimentando os fãs há anos. Cruella era para ter sido lançado ainda no início de 2020, mas a pandemia da Covid-19 adiou a estréia duas vezes. Finalmente, em junho de 2021, tivemos a oportunidade de ver a nova versão de uma das principais vilãs da Disney. E, como as vilãs antes dela, é reescrita para alterar fatores importantes de sua persona.

Em 2021, descobrimos que Cruella, ou Estella, foi criada por uma mãe solteira que é morta, tragicamente, por dálmatas (que mais parecem dobermans). Órfã, ela conhece os trambiqueiros Horace e Jasper e os três se viram como podem em uma Londres dos anos 1970s. Estella sempre quis ser designer de moda e consegue entrar para a equipe da famosa, má, arrogante e poderosa, Baronesa. As duas se entendem no gosto estético e na frieza que lidam com suas relações humanas. Um bom observador identifica logo de cara que há mais na ligação entre as duas e Emma Thompson, a Baronesa, é brilhante para nos proporcionar essa visão.

Porque a grande surpresa do filme é a de adotar a regra de Star Wars. Isso mesmo, a mãe biológica de Cruella é a Baronesa que – depois que descobrirmos o segredo – vemos que ela percebeu tudo desde o minuto que conheceu a jovem aspirante. Os olhares, as pausas, os conselhos e os recados, Cruella entrou no jogo no segundo tempo, mas a bola já estava rolando há 45 minutos no campo da Baronesa.

Apesar de ter problemas de roteiro e edição, a direção de arte de Cruella sustenta os buracos com imagens maravilhosas. As cores, as maquiagens, a trilha sonora impecável preenchem as lacunas.

Há maravilhosos easter eggs para os diehard fans, desde a imagem e a risada de Tallulah Bankhead, que inspirou a Cruella do desenho, às imagens dos cachorros e pessoas que aparecem na animação (a que diz que os donos se parecem com seus cachorros). Também há a menção de Roger como músico frustrado, como Anita que conheceu Cruella na escola. Fatos do livro ou desenho que são atualizados e alinhados para não perdermos nada.

O carisma de Emma Stone jamais pode ser questionado e ela segura com louvor o desafio de se colocar diante de Emma Thompson e superar Glenn Close no papel que fez sucesso nos anos 1990s. Não tinha erro aqui.

A Cruella “nova” é mais Malévola de Angelina Jolie do que a Madrasta Má de Cinderella com Cate Blanchett. A Malévola do desenho em A Bela Adormecida, é cruel e rancorosa, por isso roga a praga imortal para a princesa Aurora. Com Angelina, é uma fada mal compreendida que se arrepende, sendo que o amor verdadeiro que liberta Aurora também a libera da dor. Já Cate Blanchett contextualizou a demonização da madrasta, que passou a ser uma mulher invejosa e fria, sem uma redenção gritante. O mesmo acontece com Cruella. Ela não consegue ir contra sua natureza – é arrogante e má – mas no caminho desenvolve carinho genuíno por algumas pessoas como Horace e Jasper, Anitta e até Roger. Meu Deus, inclusive os dálmatas! Ok, essa mudança ficou um pouco complicada afinal, nos créditos, vemos que é Cruella que dá Pongo e Perdita de presente para seus donos. Para depois querer os filhotes deles para um casaco de peles? Ficou sem sentido, mas em aberto para uma continuação. Afinal, a verdadeira vilã – a Baronesa – terminou o filme sendo presa. Como será a sua vingança?

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s