Dez anos depois, o ranking mortal de GOT

A violência em Game of Thrones era uma característica importante para a narrativa. Implicava em tragédia, perigo, realismo, vingança e injustiça, nos deixando em constante tensão.

Houve momentos de choque e momentos de muito sadismo, incluindo do fã, que comemorou ou torceu pelas mortes de algumas personagens e chorou a de outras. Ainda em seu “aniversário de ferro (estanho)”, vou lembrar 10 momentos com diferentes “cortes”, que marcaram a série.

Quando a série nos fez sádicos

Em um universo de constante antagonismo e transformações, vamos listar aqueles que causaram muita dor e se despediram com o público celebrando sua partida?

Foi a lista mais difícil para reduzir, o que diz muito sobre a série. Não particularmente “na ordem de preferência”, mas quase:

1- Joffrey Baratheon
Foi uma morte sofrida, lenta, mas festejada e merecida. Joffrey era um psicopata quase que por opção, gostava de infligir sofrimento e era covarde (que surpresa!). Sua conta chegou na 3ª temporada, mas com um número gigantesco de vítimas, incluindo Ned Stark.

2- Viserys Targaryen
Similar a Joffrey. Tão detestável que foi quase celebrada.

3- Ramsay Bolton
Quase quebrei a mão socando o travesseiro em companhia a Jon Snow.
Ramsay era apavorante e brilhante em sua maldade, muito mais do que os outros vilões (perdendo apenas e, ainda na dúvida se perde mesmo, para Littlefinger), foi um alívio vê-lo fora do jogo, mesmo que para a história fosse tão importante.

4- Pety Baelish, o Littlefinger
Foi rápido demais para quem fez o que fez, mas foi brilhante ter perdido o jogo por ensinar as regras à Sansa Stark.

5- Tywin Lannister
Pobre Tyrion ter se amargurado por ter nos livrado de um dos piores vilões do universo de Game of Thrones. A calma e frieza de Twyin eram imbatíveis, somente quando estava vulnerável no banheiro é que não poderia antecipar um ataque. Final nojento, medonho e merecido.

6- Walder Frey
Um nome relevante a ser eliminado na lista de Arya Stark, que conseguiu executar seu plano com maestria. Vingança merecida e justificada.

7- Roose Bolton
Há lei do retorno em GOT. Roose, Littlefinger, Twyin e Walder Frey colheram o que plantaram. Em geral, por subestimarem seus adversários. Como Roose achou que teria controle sobre seu filho, Ramsay? Quase tive que agradecer ao monstro porque a linda voz de Roose me atormenta até hoje. “Lannisters send their regards”. Karma!

8- Cersei Lannister
Ser soterrada depois de ter perdido a batalha para Daenerys Targaryen foi uma morte dolorosa. No entanto ela teve vitórias: morreu nos braços do irmão/amante, que voltou para salvá-la. E de quebra conseguiu quebrar Daenerys. Pena que Arya não teve o prazer de cortar sua garganta.

9- Night King
O arqui inimigo mudo que tirou vida de milhares e que – como outros – subestimou Bran Stark. Quis tirar onda e acabou surpreendido por uma Arya voadora. Foi tarde.

10- Os Kahls
Daenerys deu show queimando aqueles machistas nojentos. Ponto final.

Muitos ficaram sem entrar no top 10, mas provocaram dor excessiva enquanto viveram, como Myranda, Craster, Meryn Trant, Septa Unella, The Mountain, High Sparrow, Waif e Karl Taner. E a lista não está completa!

Faltou alguém na sua?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s