Depois de You, Penn Badgley me faz repensar Gossip Girl

Confesso, quando vi que o par romântico de Blake Lively em Gossip Girl seria Penn Bradgley, eu fiquei um pouco na dúvida. Ele sem dúvida se encaixava no papel do tímido e estranho Dan Humphrey, mas como seria a personagem?

Com, a química foi tão forte que os atores embarcaram em um longo namoro que enlouquecia os fãs.

Para quem não lembra, a primeira temporada de Gossip Girl, uma série fenômeno dos anos 2000, inspirada no livro de mesmo nome, Gossip Girl era um blog que atormentava os ricos alunos de Upper East Side, revelando segredos, criando fofocas e gerando muita dor de cabeça. A personagem de Blake era sua principal vítima. Portanto, quando no final da série, sua identidade foi revelada como sendo Dan o tempo todo, fez pouco sentido.

O final só não foi rejeitado ao nível de Game of Thrones porque já tinha passado a febre, mas a incoerência de que Dan tenha mantido a farsa, às vezes como vítima do blog, faz de Dan um psicopata. De certa forma, foi o preparo para You.

Um papel difícil, mas que foi “feito para ele”

You, assim como Gossip Girl, saiu de best-sellers. No caso de You, é a história de aparentemente um bom rapaz, perfeito no papel, mas um perigoso seral killer. Joe Goldberg escolhe suas vítimas, as acompanha de longe e apenas “ataca” quando o jogo já está “ganho”.

Na 1ª temporada não sabemos tudo sobre seu passado, mas ele acaba matando sua namorada e fugindo para a California, para recomeçar sua vida. Conhece Love Quinn, por quem obsessa como as vítimas anteriores porém ela é sua alma gêmea, também uma serial killer que “prende” Joe com um filho e casamento. A terceira temporada é sobre a união desses dois sociopatas e serial killers tentando criar uma família. Joe, claro, arruma outras obsessões, mas o ciúme de Love faz tudo ser bem mais arriscado.

Não vou dar os principais spoilers aqui, já fiz em outro post. O interessante é a metáfora de um casamento comum passando por estresses, adaptações e desafios, porém na vida de Love e Joe, isso significa uma série de mortes. Claro que não pode acabar bem.

Penn Bradgley mais uma vez faz o cara dissimulado e subestimado. Mas onde se destaca mesmo são nas leituras em off. Os pensamentos de Joe são medonhos, mas Penn insere uma parcela de ironia irresistível.

Com a 4ª temporada confirmada, ficamos tranquilos e esperando outra ótima atuação. O problema vai ser olhar para Penn sem pensar em frios assassinos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s