A narrativa de Taylor Swift em All Too Well

O talento de Taylor Swift é inegável. O lançamento do curta que escreveu e dirigiu, All Too Well, a regravação de seu sucesso do álbum Red, comprova o quanto a cantora é boa. O curta é lindo, preciso, doce, emocionante e perfeito.

Estrelado por Dylan O’Brien e Sadie Sink, que interpretam Jake Gyllenhall e a a própria cantora, All Too Well reconta o breve romance de Taylor com Jake e como o desfecho partiu seu coração.

Cheio de easter eggs para os die hard fans, mas com uma narrativa acertada e repleta de detalhes, o curta é maravilhoso.

Taylor é conhecida por compartilhar detalhes de sua vida pessoal como poucos, mas ela faz isso com um mixto de suavidade e controle. Ela é uma contadora de histórias e sim, parece um pouco narcisista por ser sempre na primeira pessoa, mas faz parte do comportamento de sua geração. A privacidade passou a ter outro conceito no final do século 20 e o controle de como quer sua história contada ganhou prioridade.Taylor é brilhante nessa parte. Ela compartilha suas dores com sinceridade e até inocência e os fãs consomem como loucos. Nada disso tira a qualidade de sua música ou seus vídeos. All Too Well Mostra isso.

Confira você mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s