Aos 90 anos, Rita Moreno revive o clássico que lhe rendeu o Oscar

Rita Moreno não parece ter a idade que tem, sempre ativa e bela. A atriz porto riquenha completa 90 anos hoje, 11 de dezembro. E em cartaz na refilmagem de Amor, Sublime Amor, o filme que lhe rendeu o Oscar de Atriz coadjuvante, o primeiro a ser vencido por uma latina.

Rita, que nasceu Rosa Maria, sempre quis ser uma estrela do cinema, mas como bem lembra, não tinha nenhuma atriz latina a quem pudesse seguir os passos (Carmen Miranda de alguma forma, não conta). Por sua naturalidade, os papéis que surgiam eram sempre etnicos e frustrantes, mas ainda assim conseguiu estar em clássicos como O Rei e Eu e Cantando Na Chuva. Chegou a ser capa da Time, mas ainda estava sem maior perspectiva quando Robert Wise resolveu levar para as telas do sucesso da Broadway, West Side Story, para as salas de cinema.

Embora Natalie Wood, filha de russos, tenha ficado com o papel de Maria, foi como Anita que Rita roubou o filme para si mesma, abocanhando o merecido Oscar. E quase desistiu quando ouviu a letra a canção America, seu principal momento na história. Na ironia com os imigrantes, a letra era ofensiva, mas Stephen Sondheim a alterou para amenizar. Para Rita, a icônica Anita é a primeita latina no cinema que representa os latinos de uma maneira digna.



Ainda assim, com o Oscar nas mãos, os papéis que vinham para Rita eram o da latina abusada, omissa, sexual e esteotipada. Uma decepção. Ela ficou sem trabalho por quase 7 anos como consequência.

Em sua biografia, Rita revela ter enfrentado racismo e abusos sexuais em Hollywood. Ela também namorou famosos, como Elvis Presley e Marlon Brando. Elvis foi passageiro, para dar ciúmes em Brando, mas pelo ator americano Rita foi completamente apaixonada e por quem tentou o suicídio em um dos rompimentos. Os dois conseguiram ficar amigos depois.

É muito emocionante ter Rita em uma pequena participação na refilmagem do clássico que fez dela uma estrela. É o circulo completo para uma atriz que só merece elogios. O documentário Just a Girl Who Decided to Go for It está em cartaz nos Estados Unidos.

Parabéns, Rita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s