As ausências de Kim Cattrall, Chris Noth em And Just Like That

Como mencionei no post anterior, And Just Like That completou sua 1ª temporada depois de vencer uma maratona de desafios de bastidores. O resultado final pode ser encarado como sucesso, mesmo que tenha sido menos unanimidade do que quando lançaram o 1º filme de Sex and The City, em 2008. Ainda não oficializaram a 2ª temporada, mas ninguém duvida que teremos. E o discurso de Sarah Jessica Parker e Michael Patrick King mudou completamente agora que concluíram os trabalhos.

Para showrunners, Samantha não é mais necessária

O maior dos desafios para a revisitação de Sex and The City foi a briga entre Kim Cattrall e Sarah Jessica Parker, com a atriz acusando a colega de assédio moral e hipocrisia. A troca de farpas veio depois que o terceiro filme foi engavetado por conta da recusa de Kim de voltar ao papel de Samantha Jones. Ela se sentiu ofendida quando vazou para a imprensa que o projeto não seria realizado porque sua lista de exigências para o retorno foi considerada abusiva.

A agressividade, até recentemente, era unilateral. E ficou claro, pela escolha de não “matar” Samantha, mas exilá-la em Londres, que na dúvida que And Just Like That fosse sentir muito sua falta, tanto Sarah Jessica quanto Michael Patrick deram declarações de que a porta estaria aberta para uma volta. Cumpriram a palavra com a explicação de que Carrie e Samantha se desentenderam, mas as duas trocaram mensagens ao logo da temporada e terminaram se encontrando (fora das câmeras) em Paris. Algo deve ter se passado, além do sucesso da série mesmo sem Kim, porque tanto o showrunner como a estrela da franquia foram à Variety falar claramente que não há mais volta para Kim Cattrall em And Just Like That. Reparem que a Variety é uma revista de negócios em Hollywood, jamais de fofoca. A sinceridade dos dois sobre a decisão de excluir para sempre a atriz é muito séria. E não buscaram meias palavras: não volta porque depois de tudo que Kim falou em entrevistas e redes sociais, não há mais lugar para ela no elenco.

O mesmo, segundo Michael Patrick King, não se aplica à personagem. Ele vê Samantha como “sua” (na verdade é de Candance Bushnell, mas na série é mesmo dele como showrunner) e, como lembra, podendo seguir escrevendo para a personagem via mensagens ou redes sociais cobre o buraco dela na trama e os alivia de ter que correr atrás de Kim.

Eu senti falta de Samantha e estava feliz com a porta aberta da ficção, fiquei triste com a realidade oposta, mesmo que entenda perfeitamente a posição de Sarah Jessica Parker. Assim como Kim alegou que não tem mais idade para se submeter a trabalhos que a fazem infeliz, a atriz e produtora executiva da série não precisa dessa dor de cabeça extra. “And Just Like That” perdemos Samantha Jones. Para sempre.

A saída de Mr. Big e as cenas deletadas da série

Matar Mr. Big no primeiro episódio foi uma sorte da equipe. As acusações de estupro contra o ator Chris Noth vieram à tona, com o ator sendo cancelado e a equipe da série apoiando as vítimas. O tema foi evitado na entrevista da Variety, mas o arco de Carrie sentiu a decisão artística de tirar todas as cenas gravadas com o ator que entrariam como flashback e/ou sonhos da personagem.

Chris foi visto gravando com Sarah Jessica em Paris e depois no Central Park, reeditando momentos românticos importantes dos dois. Mesmo com a alegação que algumas cenas foram gravadas para despistar os paparazzi, claramente não foi o caso. A cena em que Carrie “ouve” Big a liberando do luto em Paris, era para ser ainda mais emocionante. E eles se despediriam de mãos dadas. Carrie inclusive estava com o mesmo vestido que usou quando se reencontraram na cidade Luz. Porém, a versão que vimos foi a dela sozinha. Ficou bonito? Sem dúvida. Mas como ela sofreu por toda a temporada, teria sido bonito rever sua despedida do amor de sua vida…

Seja como for, Mr. Big está morto e enterrrado. Carrie já tem dois novos pretendentes para próxima temporada.

Willie Garson e a despedida de Stanford Blatch

A doença e morte inesperada do ator Willie Garson, que estava com destaque e tinha um arco desenhado para 10 episódios, foi sentida também. Os autores não quiseram incorporar mais uma morte na trama e com isso – quase que repetindo o término por post-it – Stanford se mudou para o Japão e deixou apenas uma carta de despedida para sua amiga. Péssima e inconsistente escolha, a meu ver.

Diversidade e a verdadeira substituta de Samantha Jones

A reclamação da falta de diversidade no elenco foi resolvida com a entrada de pelo menos oito novas personagens, mas as que roubaram cena mesmo foram Sara Ramirez como Che e Sarita Choudhury como Seema Patel. Che inicialmente não teria o mesmo destaque porque não seria o interesse romântico de Miranda, mas Cynthia Nixon fez a acertada escolha de sugerir que a podcaster fosse a catalizadora das mudanças em Miranda.

Sarita ficou como par de Sarah Jessica, a amiga mais velha e aberta que a ajuda e apóia, exatamente no lugar deixado por Kim Cattrall. E foi esse acerto que cimentou a chance de volta de Samantha Jones. Sim, minha observação é a de que Seema Patel será a nova Samantha Jones. Se você não concorda comigo repare que ela foi a única nova personagem a ocupar o lugar vago na mesa dos cafés e almoços de Carrie, Charlotte e Miranda. Anthony também entrou, como Standford antes dele, mas a vaga está com Seema.

Nada de Covid-19, And Just Like That vive em outro universo

A pandemia foi citada na cena de abertura como algo de um passado longíquo. Em apenas uma outra referência de Carrie usando luvas é que o tema Covid-19 entrou na trama e, honestamente, acho que perderam uma senhora oportunidade criativa e atual. Primeiro, em vez de exilar duas personagens, pelo menos uma delas poderia ter sido vítima do vírus, o que traria para a trama uma ligação com o que as pessoas estão de fato vivendo. Uma Nova York sem máscaras, sem vírus ficou mais do que utópica, ficou surreal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s