Adeus a William Hurt

Quando William Hurt subiu ao palco para receber seu Oscar de Melhor Ator, em 1985, por O Beijo da Mulher Aranha, ele estava muito emocionado. Suas primeiras palavras foram em português. “Brasil… saudades”. Clichê? Claro. Mas com as lágrimas dele e a voz embargada foi um desses momentos históricos do Oscar que ficaram marcados.

William Hurt sempre foi considerado o melhor entre os melhores, mas de gênio difícil e extremamente exigente. Deixou passar muitos grandes papéis simplesmente porque não se interessava. Era um ator original, talentoso e que nos deixou hoje, por causa de um câncer, aos 71 anos. Sua contribuição para o cinema será sempre lembrada pela excelência.

William Hurt era uma das maiores estrelas de Hollywood nos anos 1980s. Estrelou o sexy Corpos Ardentes, o divertido Nos Bastidores da Notícia e o dramático Os Filhos do Silêncio, para citar poucos.

Sua vida pessoal conturbada, que envolveram dependência química, pode ter influenciado um pouco seu afastamento do cinema, assim como o período que morou na Europa. Mas em geral, o que fica para História são suas grandes atuações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s