WeCrashed: mais uma série sobre escândalos recentes

Como publicado no Correio do Estado

Frequentemente dizemos que a realidade tem sido mais interessante do que a ficção e o reflexo tem sido uma onda de biografias em filmes e séries, seja transformando personagens históricos em algo mais criativo ou simplesmente desvendando os bastidores de histórias que não conhecíamos completamente. Conteúdos como Dopesick, da Starplus, que mencionei aqui na coluna há alguns meses e que rendeu vários prêmios para Michael Keaton e que fala de como a indústria farmacêutica esteve envolvida com o aumento do consumo de remédios contra-dor. Na NetflixInventando Ana recontou a história de uma golpista russa (cuja história será tema de uma série na HBO Max em 2023). A  Starplus também relembrou o escândalo do caso da fita de Pamela AndersonTommy Lee, com Pam & Tommy, outro tema aqui na coluna, e Dropout, com Amanda Seyfried, que está recontando a incrível e assustadora história da bilionária Elizabeth Holmes. Mas, é na Apple TV Plus que os vencedores do Oscar, Anne Hathaway e Jared Leto estão revivendo outros famosos que caíram em desgraça, o casal que estava por trás do conceito, lançamento e implantação do WeWork, Adam e Rebekah Neumann, na série WeCrashed.

WeCrashed é mais um conto de jovens que tiveram uma boa idéia para mudar o mundo, mas que se perderam no mundo de bilhões e fama. Quando Adam decidiu adaptar a idéia de comunidade dos Kibutz em espaços de escritórios acabou transformando não apenas o mercado imobiliário, mas o comportamento profissional mundial. A série mostra como ele deixou Israel focado em conseguir fama e fortuna nos Estados Unidos. Depois de tentativas frustradas com outros negócios, criou o conceito do WeWork. Em Nova York, conheceu sua esposa, Rebekah, e virou bilionário. Se você não acompanhou a história verdadeira pelos jornais, pelo título, já tem o spoiler do que aconteceu com os dois. Pois é. A série mostra como e porque isso aconteceu.

Mas nem saber o final atrapalha porque com ótimo roteiro, ritmado e com atuações precisas, WeCrashed é ótima. Sim, mesmo com os já usuais exageros de Jared Leto, ainda afetado com o sotaque de Casa Gucci, a série funciona porque ele tem carisma. E também porque 
a série escolheu como espinha dorsal focar na verdadeira história de amor de Adam e Rebekah. Juntos, os dois encontraram como potencializar sonhos ambiciosos e, em suas arrogâncias, alcançaram o que queriam. Mais equilibrada do que Jared, Anne Hathaway, que não escolhe com frequência papéis antipáticos ou vilanescos, está muito à vontade como Rebekah, uma ex-atriz frustrada (prima de Gwyneth Paltrow) que quer ter um reconhecimento como o do marido, mas que carece de sua habilidade com as pessoas.

Rebekah e Adam Neummann tostaram mais de 47 bilhões de dólares, foram de cultuados à piada, mas ainda estão por aí. WeCrashed, assim como Dropout é um conto pela precaução das intenções atrás de boas idéias. Mesmo que inicialmente boas, são facilmente desviadas e a lição precisa ser aprendida. Enquanto isso, as plataformas e Hollywood agradece.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s