Os 5 melhores filmes de Tom Cruise

Para se falar de uma missão impossível, listar os melhores filmes de Tom Cruise, que há (mais de) 36 anos é a maior estrela de Hollywood é um desafio hercúleo. Comprovando que 80% do talento de uma estrela (alguns argumentam ser até 90%) é saber escolher seus projetos, Tom é (quase) impecável nas suas opções e mesmo seus derrapes têm uma origem justificável. Por exemplo, A Lenda (The Legend) o uniu a Ridley Scott, que dirigiu o filme. O musical Rock of Ages era um mega sucesso da Broadway com um ensemble cast que poderia dar certo. Os filmes românticos, como Encontro Explosivo (Knight and Day) ou Um Sonho Distante (Far and Away) poderiam sugerir que o astro não segura comédias ou dramas voltados para um público feminino, mas Jerry Maguire e Cocktail fizeram sucesso para contradizer a teoria.

Embora seja efetivamente em produções de ação que costume brilhar sem competição, com franquias como Missão Impossível, Jack Reacher e Top Gun, o foco de Tom Cruise foi de trabalhar com os melhores e entregar sempre o melhor. Essa estratégia, mesmo com críticos questionando sua versatilidade como ator, é campeã. Sua disciplina lendária, sua assinatura de fazer pessoalmente o máximo que puder das cenas de ação, sua educação e paciência com jornalistas e fãs, mostram que o ator alcançou o equilíbrio perfeito entre fama, trabalho e diversão. E não se desculpa por quem não gosta de sua forma de viver e trabalhar. Aos (quase) 60 anos, ele tem direito e razão, não é?

Voltando ao desafio de eleger os 5 melhores filmes de Tom Cruise, se dividíssemos em décadas ajudaria, mas aqui fui ousada em tentar algo mais amplo. Com uma filmografia de mais 40 filmes, sendo metade deles facilmente apontadas como “clássicos”, quase desisti. Mas vamos lá. Cada um tem a sua lista. A Rotten Tomatoes tentou ranquear todos, minha lista diverge justamente no topo.

Vamos lá.

5- Trovão Tropical (Tropic Thunder)

É apenas uma ponta de poucos minutos, com fãs originalmente só descobrindo que se tratava de Tom Cruise nos créditos, mas hoje certamente Les Grossman é uma de suas personagens mais icônicas. Tanto que ainda há rumores e desejos de spin off, Tom Cruise foi como Les em uma entrega do VMA e dançou no palco, nada menos do que lendário se aplica a Les.


Foi Tom que brigou para estar gordo, careca, com mãos gigantes, suando e dançando. Alegam que era uma piada interna contra todos os executivos que depois do #metoo tiveram problema na Justiça. Mas a veia cômica do astro ficou eternizada nas telas. O filme está no acervo da Amazon Prime Video, no Brasil.

4- Magnólia

Mais um filme no qual Tom faz parte do ensemble, com uma participação de minutos mais tão essencial e forte que mereceu sua indicação ao Oscar, que deveria ter vencido, mas perdeu para Michael Caine. Frank T. J. Mackey é uma das personagens politicamente incorretas que surpreendem que um astro tão ciente de sua imagem pública tenha topado fazer. Machista, abusivo e até criminoso, Mackey é o lado dramático de um home tóxico que anos depois Tom mostraria rindo como Les Grossman.

O monólogo do “poder do p..” é inacreditável, ainda mais na boca e gestos de Tom, mas é clássico também. Havia um paralelo pessoal de sua relação com seu pai que a personagem apresenta, mas é a melhor atuação dramática do ator, por isso precisa estar no topo. Para assistir, o filme está no acervo do Telecine/ Globoplay.

3- Top Gun: Maverick

O filme vai estrear em final de maio, está pronto para os cinemas desde 2019, com lançamento previsto para 2020 e só sendo liberado agora, para que seja visto nas salas de projeção e siga a janela tradicional do mercado. Está aqui também para representar seu original, Top Gun – Ases Indomáveis, de 1986, que fez de Tom Cruise o ator mais rentável e famoso de Hollywood desde então.

Pete “Maverick” Mitchell é a persona ao qual mais associamos o ator como imaginamos que ele seja fora das telas: ousado, complicado e talentoso. No original, em sintonia com que funcionava nos anos 1980s, o filme é uma sucessão de clipes e cenas de comercial, com Maverick lidando com seus demônios pessoais de forma não aprofundada. Ele volta 36 anos depois, para ainda lidar com seu passado, mas agora com um Tom Cruise no comando e domínio de narrativas, por isso a unanimidade da crítica em colocar Top Gun de novo, bem, no topo. A sequência só deve chegar às plataformas digitais no final de 2022, mas o filme de 1986 está no Starplus.

2- Jerry Maguire

A comédia romântica de Cameron Crowe coloca Tom Cruise em dos papéis mais doces e complexos de sua carreira. Tom, que nem foi a primeira opção para o papel, está impecável em todas as cenas, divertido e emocionante com iguais medidas. Também foi indicado ao Oscar, perdendo para Geoffrey Rush em Shine.

São tantas falas e cenas clássicas, que Jerry Maguire deu a Tom Cruise o crédito de um anti herói moderno, que agrada a todos os públicos e certamente merece ser chamado de “clássico”. Jerry Maguire está disponível no Starzplay.

1- A franquia Missão Impossível

Estou roubando, claro, mas nem mesmo Tom Cruise vislumbrou em 1996, quando adquiriu os direitos da marca da ex-série de TV que teria em suas mãos ouro. Ethan Hunt é o melhor espião em resposta a James Bond no cinema americano (sim, Jason Bourne também merece ser elogiado, mas não está há 24 anos quebrando recordes de bilheteria como Ethan). Antes mesmo de iniciar a parceria vencedora com Christopher McQuarrie, em 2015, foi em 2006, 10 anos depois do primeiro filme, que Tom trouxe com precisão elementos pessoais da vida de Ethan Hunt para a trama, permitindo uma virada emocional para personagem que é divertida, trágica e cômica nas medidas certas. Desde então, impossível passou a ser encontrar falhas no filme que é perfeito entretenimento e reinventou o astro de ação mais velho.

Sim, Tom Cruise parece ter uns 15 anos a menos e nada sugere que Ethan Hunt se mantenha nas bilheterias por outras décadas, passando a ser a personagem mais importante e emblemática da filmografia do astro. Merecidamente. Para ver todos os filmes, quem assina Starplus pode aproveitar um binge.

Estão de fora da lista os filmes que Tom fez para trabalhar com seus ídolos, como A Cor do Dinheiro (The Color of the Money): Paul Newmann e Martin Scorcese; Rain Man: Dustin Hoffmann e Barry Levinson; Nascido em 4 de julho (Born in 4th of July): Oliver Stone; Minority Report e A Guerra dos Mundos: Steven Spielberg; Dias de Trovão (Days of Thunder): Robert Duvall; De Olhos Bem Fechados (Eyes Wide Shut): Stanley Kubrick; Leões e Cordeiros (Lions For Lambs): Meryl Streep e Robert Redford; A Firma (The Firm): Gene Hackman e Ed Harris ou Questão de Honra (A Few Good Men): Jack Nicholson, deixando de fora diretores e atores como Francis Ford Coppola ou Morgan Freeman. Ou de sua ousadia em A Entrevista com Vampiro (Interview with a Vampire), que o colocou dividindo a tela com Brad Pitt. Talvez a lista mais fácil seja quem ainda falta trabalhar com Tom Cruise por que ele sempre trabalhou com os melhores entre os melhores. Por isso lidera a lista deles.

Qual seria o seu ranking?

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s