Quem foi Canute, o viking que reinou a Inglaterra

Na primeira temporada de Vikings Valhala fomos apresentadas a um guerreiro inteligente e seguro, Cnut. Conhecido como Cnut (Canute) o Grande, ele foi rei da Dinamarca, Noruega e Inglaterra até sua morte, em 1035. Os três reinos formaram o Império do Mar Norte e, pela série da Netflix, estamos acompanhando a formação ainda.

O feito de Cnut foi impressionante. Já reinava na Dinamarca quando invadiu a Inglaterra e curiosamente tentou reinar mantendo a cultura local, sem impor os costumes vikings. Seu interesse nas terras que viriam a formar o Reino Unido nos dias de hoje eram alinhados com os de seu pai (também na série), Sweyn Forkbeard.

Hábil politicamente, tinha influência dentro a complicada Igreja Católica, pois a Dinamarca já tinha se convertido ao catoliscimo.

Muito alto, forte e bonito, Knut já tinha participado da invasão na Inglaterra acompanhando seu pai. De acordo com historiadores, a intensidade e violência de sua campanha foram comparadas aos dias de Alfred, o Grande, da série original de Vikings.

O reinado de Cnut – estamos acompanhando em Vikings Valhala – durou quase 20 anos. Ele se casou com a Rainha Emma, viúva de Aethelred e filha de Richard I, duque da Normandia. O casamento político virou uma união de amor genuíno e os dois tiveram filhos, mas nem tudo será calmo. Ao contrário.

Cnut, que já tinha estado na Inglaterra, quando seu pai, Sweyn Forkbeard, invadiu o país e reinou por alguns anos. Foi nessa época que se casou pela primeira vez e teve dois filhos, Sweyn e Harold. Diferentemente da série, Forkbeard morreu em 1014 e por isso Aethelred tinha a coroa, levando a Cnut a voltar e lutar com o filho do rei, Edmund II Ironside. Os dois reinaram “juntos” a Inglaterra até a morte suspeita de Edmund, fazendo com que Cnut passasse a reinar sozinho.

Seu reinado começou implacável com os nobres locais, mas aos poucos deixou de governar como um conquistador estrangeiro, criando leis importantes e sendo, em geral, um bom rei, com paz interna e prosperidade. Tinha o apoio fundamental da Igreja Católica.

Os filhos da rainha Emma com Aethelred foram enviados para Normandia e Cnut se casou com ela para assegurar que os herdeiros ou parentes dela tomassem como causa “salvá-la”.

A morte de Cnut levou aos seus filhos e os filhos de Emma a uma série de conflitos, mas ele entrou para a História também por um conto que tem diferentes versões. Um dia, Cnut se sentou à beira mais e tentou comandar a maré para não tocar seus pés, mas o mar o ignorou, obviamente. Como a história surgiu em mais de um século após de sua morte, não evidência para o fato, por isso uns contam que ele fez isso para provar que não estava acima de Deus e outros alegam que ele tentou provar. Como seja, não há Cnut sem o famoso comando da maré.

Na série da Netflix, Cnut é interpretado por Brad Freegard e ainda está se estabelecendo na Inglaterra. Há muito drama ainda pela frente, mas Cnut ainda terá uma participação maior na segunda temporada. Vamos aguardar.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s