Only Murders in the Building encerra mistério e voltará com 3ª temporada

Tenho que avisar que em termos de teorias eu… errrrei! E feio.

Pois é, caí direitinho da armadilha do roteiro e deixei passar os verdadeiros culpados da segunda temporada de Only Murders in the Building.

Então, na minha lista de suspeitos, a autoria do assassinato de Bunny Folger (Jayne Houdyshell) envolvia mais de uma pessoa, o que foi verdade, mas longe da dupla que eu acusei. Sim, o motivo era ganância e sim, até porque foi revelado no episódio, o detetive Daniel Kreps (Michael Rapaport) estava envolvido. Mas sua comparsa não foi nem a ex-namorada de Charles (Steve Martin) ou Cinda Canning (Tina Fey), mas a assistente da podcaster, Poppy White (Adina Verson). Isso mesmo, todo o resto foram distrações.

E, como já sabíamos que haverá uma terceira rodada, o episódio termina com o próximo crime que acontece mais uma vez perto do trio (mas longe do Arconia): o do ator Ben Glenroy (Paul Rudd).

Críticos se queixaram da alternativa final que deixou vários fatos desde a 1ª temporada sem resposta, mas a essa altura não faz diferença. Only Murders in the Building endereça com muito humor e inteligência sobre a nossa obsessão de teorizar, criar suspense e suspeitos do nada e a obsessão por crimes. Entrosados e com um Martin Short voando, é sempre boa diversão. Saberemos mais em 2023. Vale a espera!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s