The Crown: a ansiedade aumenta

Depois de um hiato de 3 anos, estamos a poucos dias da estreia da 5ª temporada de The Crown. Se as temporadas anteriores tiveram impacto menor, já a 4ª começou a criar incômodo na Família Real e especialistas. Afinal, está se aproximando dos tempos atuais, com 40 anos (agora serão 30) de espaço para 2022, portanto lidando com pessoas vivas e torcendo para o passado ser esquecido. Impossível.

A entrada da Princesa Diana na última temporada marcou o início de um dos períodos mais conturbados da Monarquia. Além de icônica na moda, Diana abriu caminho para mudanças de comportamento cultural que abalam a base do conceito estabelecido na Monarquia britânica: discrição, dedicação e acima de tudo, silêncio.

Tendo embarcado em uma missão inglória de um casamento fadado à infelicidade, a princesa recusou o papel complacente que parecia estar escrito para ela. Deixou claro sua infelicidade, depois a causa e por fim, o que esperava para o marido indiferente que hoje é Rei.

O impacto da passagem de Diana na Família Real se vê até hoje, nos passos de seu filho, Harry. E The Crown, nada sutil, vai abordar o annus horribilis no qual Windsor literalmente pegou fogo e do meio das cinzas surgiu uma Diana-fênix.

A temporada encerra pouco antes da trágica morte da princesa, há 25 anos, mas já está rodando toda tragédia e chegando perto das gerações atuais. A princípio, a 6ª temporada (em gravação) seria a última… mas claro que há fôlego para chegar aos tempos atuais.

Já falamos de vários fatos que estarão na série, e, a partir do dia 9, teremos novos posts aqui sobre The Crown. O binge é certo… será que teremos surpresas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s