Revendo Marilyn Monroe em 5 filmes

Em 2022 completaremos 60 anos sem Marilyn Monroe. Sua breve carreira no cinema fez dela uma lenda, senão a maior, entre as estrelas de Hollywood. E temos a oportunidade de revê-la em 5 de seus filmes mais importantes, disponíveis na Starplus e na Amazon Prime Video. Vamos listá-los? Não estão em ordem de preferência!

Torrente de Paixão (Niagara Falls), 1953

Após aparecer em quase 20 filmes, inlcuindo cenas com diálogos com Bette Davis em A Malvada, Marilyn Monroe finalmente ganhou um papel de destaque que – na minha opinião pessoal – é a sua melhor atuação em um filme dramático em Torrente de Paixão (Niagara Falls), 1953.

Neste drama cheio de suspense, Marilyn está mais sexy do que nunca, com cenas ousadas para época e com uma personagem antipática, vilanesca, claramente infiel ao marido. Nua na cama ou no chuveiro, o filme não mostra nada, mas vemos tudo. Está linda, está incrível e quando canta Kiss, bom, pobre Jean Peters de estar ao seu lado.

Aos 26 anos, no auge de sua beleza, Marilyn emendou essas filmagens com Os Homens Preferem as Loiras e virou a grande estrela que permanece até hoje.

As fotos de divulgação de Torrente da Paixão serviram de inspiração para o Blue Marilyn, de Andy Warhol, em 2022, o quadro mais caro do mercado de Artes Plásticas.

O filme está disponível no Starplus. Não posso recomendar pouco, por Marilyn.

Os Homens Preferem as Loiras (Gentlemen Prefer the Blonde), 1953

Depois do megasucesso de Torrente de Paixão, Marilyn Monroe conseguiu o disputado papel de Lorelei Lee, a aparente oportunista loira atrás de um marido rico que é alucinada por diamantes. O musical, co-estrelado por Jane Russell, é o mais clássico dos clássicos de Marilyn, com seu vestido rosa e a icônica cena de Diamonds are a Girl’s Best Friend, copiada décadas depois.

Ironicamente, apesar do título se referir a ‘ela’, Marilyn só foi escolhida porque era uma opção mais barata que Betty Grable (que não quis fazer o filme) e tinha salário mais de 10 menor do que o de Jane Russell. As duas atrizes se deram bem, mas estar ao lado de uma Marilyn no auge não era um desafio fácil para ninguém. Só olhamos para ela. Está no Starplus e precisa ser visto e revisto. 60 vezes.

O Pecado Mora ao Lado (The Seven Year Itch), 1956

Com o sucesso estrondoso de Os Homens Prefererem as Loiras, Marilyn emendou com dois outros excelentes filmes, mais difíceis de achar, Como Agarrar Um Milionário (How to Marrry A Millionaire), O Mundo da Fantasia (There’s No Business Like The Show Business) e O Rio das Almas Perdidas (River of No Return), portanto quando Billy Wilder a escolheu para O Pecado Mora Ao Lado (The Seven year Itch), em 1956, Marilyn Monroe já era a mulher mais famosa do mundo. E, por muitos anos, foi esse clássico da comédia onde a atriz nem canta nem dança que criou sua imagem mais famosa: a do vestido branco de Norman Norell esvoaçante.

Uma adaptação do sucesso da Broadway, o filme tem uma base que hoje culturalmente é questionável. Um homem casado há sete anos, sozinho na cidade enquanto a mulher está longre, fantasia um romance com a jovem vizinha. A personagem de Marilyn, sem nome, era no papel para ter 22 anos e atriz tinha 29 na época, já preocupada em “ser velha” e estar perdendo papéis.

As filmagens não foram nada tranquilas. Marilyn se atrasou todos os dias, esquecia suas falas e tudo isso causou um prejuízo de milhões (recuperados nas bilheterias). Seu camento com Joe DiMaggio também não ia bem e ele teria dado um escândalo quando viu a cena do vestido ser registrada por fotógrafos do mundo todo. Logo depois os dois se divorciaram.

O Pecado Mora ao Lado está na Starplus.

Quanto Mais Quente Melhor (Some Like it Hot),

Hoje a comédia é mais conhecida pelo drama dos bastidores do que sua trama de dois músicos que, para se esconderem de mafiosos que querem matá-los, se disfarçam como mulheres em uma banda liderada pela sexy SugarKane Kowalczyk (Marilyn Monroe). Cheio de momentos divertidos, tem a clássica cena da atriz cantando I wanna be Loved by you.

Casada com Arthur Miller, Marilyn estava grávida (perdeu o bebê durante as filmagens), dependente de remédios e depressiva. Se atrasava mais de 3h para começar a gravar e esquecia tanto suas falas que, para dizer “It’s Me, Sugar”, precisou de 47 tomadas até acertar. A partir desse filme seu declínio ficou ainda mais claro, com a atriz sendo encontrada morta apenas 4 anos depois. Ainda fez mais dois filmes completos após Quanto Mais Quente Melhor, mas o clássico é para muitos, a sua grande despedida. Está na Amazon Prime Video.

Os Desajustados (The Misfits), de 1961

O último filme completo de Marilyn Monroe e também de Clark Gable, que faleceu assim que as filmagens terminaram, Os Desajustados foi dirigido por John Huston e escrito para Marilyn por Arthur Miller. Na época ela queria mais do que tudo se provar como atriz dramática, mas, em vida, nunca conseguiu o reconhecimento.

A produção sofreu não apenas com agora o crônico e cada vez maior atraso da atriz, mas com os problemas de alcoolismo de Montgomery Clift também. A história, dura, pesada, sobre uma mulher disputada por dois homens, fazia muitas refrências cruéis à Marilyn como pessoa, a deixando mais deprimida e insegura. Para piorar, ela que já tinha problemas para memorizar cenas simples, tinha que decorar longos e complicados diálogos que Miller reescrevia praticamente na hora de gravar. Acabou sendo hospitalizada por 10 dias, atrasando as gravações e levando “a culpa” pelo desgaste de saúde de Clark Gable. Embora inocente, ela nunca se perdoou. O casamento com Arthur Miller, sem surpresa, chegou ao fim junto com o filme. Marilyn viria a morrer um ano e meio depois, antes de terminar Something’s Gotta Give. Porque hoje se sabe dos bastidores, alguns citam essa como a melhor atuação de Marilyn Monroe.

Aqui é importante ver sua despedida, seu esforço e sua infelicidade registradas na tela. O filme está na Amazon Prime Video.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s