Os 45 anos de Rumours

Em fevereiro de 2022 completaram 45 anos desde o lançamento de um dos álbuns mais vendidos e adorados de todos os tempos: Rumours, de Fleetwood Mac. Sua perfeição é tamanha que segurou o teste do tempo com louvor, se mantendo popular e influente por várias gerações.

Como o décimo primeiro álbum de estúdio da banda (e lançado em 4 de fevereiro de 1977), foi gravado em 1976, em um período conturbado para todos os membros do Fleetwood Mac. Todos os relacionamentos amorosos dos músicos estavam um caos, mas piorava porque eram casados entre si (Lindsey Buckingham e Stevie Nicks, Christine e John McVie). O uso pesado de drogas não ajudava e o que começou como um projeto para superar o sucesso do álbum de 1975, virou história.

A mescla de folk, rock e pop é uma das novidades que Rumours apresentou, que inclui os clássicos Go Your Own Way, Dreams, Don’t Stop, Songbird e You Make Loving Fun. Apenas. Todos ficaram entre os top 10 dos Estados Unidos, sendo que a canção que quase não entrou, Dreams, chegou a primeiro lugar.

Em apenas um mês, mais de 10 milhões de cópias de Rumours foram vendidas, transformando a banda e o álbum em fenômeno. Sem surpresa, ganhou o Grammy de Álbum do Ano. Estima-se que até hoje tenha vendido mais de 40 milhões de cópias em todo o mundo, tornando-se um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos. Está na lista da Rolling Stone de um dos 10 melhores álbuns da história.

A sinceridade das letras e das melodias e o fato de que todos estavam sem se falar por conta as traições mútuas faz de Rumours quase que uma lenda do rock, tanto que inspirou o livro Daisy Jones and The Six (que vai virar série em 2023). Cada um trabalhou em suas canções individualmente (The Chain é a única de resultado coletivo) e eventualmente compartilhavam idéias. Por exemplo, Dreams é a resposta a Go Your Own Way. Se Christine alegava que Songbird é uma prece sem uma inspiração específica, You Make Loving Fun é sobre o diretor de iluminação da banda, por quem ela se apaixonou e deixou o marido, John. Never Going Back Again foi escrita por Lindsey para uma namorada depois de Stevie e fala sobre a ilusão de esperar não sentir tristeza novamente. Já Don’t Stop traz uma uma visão otimista da vida de acordo com Christine. Segundo ela, Lindsey a ajudou a criar os versos porque pensavam, parecido. Por fim, a bela Oh Daddy foi escrita por Christine sobre a volta de Mike para sua esposa Jenny. Os membros da banda o chamavam de “o Big Daddy” e a letra da canção, embora romântica, também inclui sarcasmo. E Gold Dust Woman é uma canção de Stevie sobre seu vício em cocaína.

Com a recente morte da tecladista, Christine McVie, não poderia encerrar o ano sem fazer essa homenagem. Um favorito de todos que amam música e já sofreram de amor um dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s